ASSINE

Esse é o barulho do raio que caiu em abril, diz Guedes sobre queda do PIB

No segundo trimestre, a economia brasileira registrou uma retração inédita de 9,7% na comparação com os três meses anteriores, segundo dados do IBGE

Publicado em 01/09/2020 às 11h11
Ministro da Economia Paulo Guedes Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O ministro da Economia, Paulo Guedes, falou rapidamente com a imprensa após anúncio pelo presidente Jair Bolsonaro da prorrogação do auxilio . Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comparou nesta terça-feira (1) a queda do Produto Interno Bruto (PIB) ao "barulho de um raio" que caiu no passado.

No segundo trimestre, a economia brasileira registrou uma retração inédita de 9,7% na comparação com os três meses anteriores, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Isso é lá atrás. Isso é um impacto de lá atrás. Nós estamos decolando em V", disse o ministro ao ser questionado pela Folha de S.Paulo. "Esse é o barulho do raio que caiu em abril", acrescentou.

O ministro falou rapidamente com a imprensa após anúncio pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) da prorrogação do auxilio moradia por mais quatro meses. Perguntado, o presidente se recusou a comentar a queda da atividade econômica.

O segundo trimestre foi o período mais intenso dos efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus, como mostraram também dados de outros países.

A expectativa é que a economia tenha voltado a crescer no terceiro trimestre, mas há dúvidas sobre o ritmo de recuperação, principalmente por causa das sequelas no mercado de trabalho e da situação fiscal do país.

Em relação ao mesmo período de 2019, o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 11,4%. Ambas as taxas foram as quedas mais intensas da série, iniciada em 1996, segundo o IBGE.

O IBGE também revisou o resultado do primeiro trimestre de uma queda de 1,5% para retração de 2,5%.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.