ASSINE

Destravando reformas, país será maior fronteira de investimentos, diz Guedes

O ministro da Economia disse que a pauta de reformas foi destravada com o novo comando do Congresso Nacional, eleito este ano, e que o Legislativo está se mostrando reformista

Publicado em 12/03/2021 às 18h59
Atualizado em 12/03/2021 às 18h59
O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto. Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a pauta de reformas foi destravada com o novo comando do Congresso Nacional, eleito este ano, e que o Legislativo está se mostrando reformista. "Tivemos aprovações de importantes reformas em intervalo de semanas. Destravando a pauta de reformas, o Brasil será a maior fronteira de investimentos do ano de 2021", afirmou

Guedes participa de evento virtual organizado pelo site Jota.

Depois da alta no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro, o ministro disse que é preciso sinalizar claramente que o aumento de preços não será "permanente e generalizado". "Você sinaliza que aumento de preços é provisório com a independência do Banco Central", completou.

Ele disse que a guinada para a "centro-direita" no Congresso Nacional é reflexo das eleições de 2020, quando o PT e outros países da esquerda perderam muitas prefeituras.

Depois da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Emergencial nas duas casas, Guedes agradeceu o "Congresso reformista".

"Novas lideranças que apoiam a pauta de centro-direita. A condução pelo senador Rodrigo Pacheco presidente do Senado e pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira tem sido brilhante. Tivemos Eletrobras, Correios, independência do Banco Central e o projeto sobre gás natural vem na próxima semana", afirmou o ministro da Economia.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.