ASSINE

Bolsonaro reduz imposto e preço de nova geração de videogames deve cair

O presidente publicou nesta terça-feira no Diário Oficial da União decreto confirmando redução de alíquotas aplicadas na importação de consoles e acessórios

Publicado em 27/10/2020 às 10h19
Atualizado em 27/10/2020 às 22h15
Jair Bolsonaro com Renan em solenidade oficial
Jair Bolsonaro com Jair Renan, filho 04, que atua na área de videogames. Crédito: Divulgação

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto para a redução do IPI (imposto sobre produtos industrializados) para videogames, numa nova rodada de corte da carga tributária sobre o setor. O texto foi publicado na edição desta terça-feira (27), do Diário Oficial da União.

O desconto terá papel importante para reduzir o preço da nova geração de consoles, que ainda vão chegar ao Brasil.  Empresas internacionais preveem lançar até o final do ano o novo Xbox Series S, da Microsoft, e o novo PlayStation, da Sony. Neste ano, esses produtos ficaram mais caros com a desvalorização do real.

De acordo com o texto, o IPI de máquinas de jogos e consoles teve redução de 10 pontos percentuais, passando de uma alíquota de 40% para 30%. Já o percentual aplicado nos acessórios caiu de 32% para 22%. Já para máquinas que têm tela incorporada (tipo acarde) e os portáteis terão o imposto reduzido de 16% para 6%.

Bolsonaro tomou a medida em meio a uma grave crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus, em que o governo federal enfrenta dificuldades de arrecadação. Em mensagem em uma rede social, Bolsonaro disse que faria a redução.

O impacto na arrecadação, de acordo com informações do Ministério da Economia, será de R$ 2,7 milhões por mês este ano. O impacto anual para 2021 deverá ser de R$ 36 milhões e para o exercício de 2022, R$ 39 milhões.

O IPI sobre esses produtos já havia sido reduzido pelo governo Bolsonaro no ano passado. O filho mais novo do presidente, Jair Renan, atua no ramo de jogos eletrônicos e, no final de agosto, se reuniu com o secretário especial da Cultura, Mario Frias, para tratar dos chamados eSports.

O encontro, que não apareceu na agenda oficial de Frias, foi divulgado inicialmente em uma rede social de Jair Renan, estudante de direito. "Hoje tive uma reunião importante com o secretário de Cultura, Mario Frias", escreveu o 04 em seu perfil no Instagram.

"O futuro do 'esport' sendo pautado", acrescentou ele na legenda da foto em que aparece ao lado do secretário, diante de uma bandeira do Brasil e de uma foto de Bolsonaro.

Os eSports, ou esportes eletrônicos, são "competições disputadas em games eletrônicos em que os jogadores atuam como atletas profissionais de esportes tradicionais e são vistos por uma audiência presencial ou online, através de diversas plataformas de stream online ou TV", segundo definição que aparece no site da CBeS, a Confederação Brasileira de eSports.

Sobre o encontro, a secretaria respondeu à época apenas que o Frias "recebeu o senhor Jair Renan Bolsonaro para tratar de assuntos relacionados ao futuro dos eSports".

Em maio, o filho 04 de Bolsonaro foi banido da Twitch, plataforma de streaming de games. Em uma transmissão à época, ele negou a pandemia e a necessidade de distanciamento social.

A decisão do presidente de reduzir impostos que incidem sobre videogames ocorre depois que o governo, como parte da reforma tributária encaminhada ao Congresso, propôs a eliminação de isenções que valem para livros.

Em agosto, o Ministério da Economia confirmou a intenção de acabar com a isenção do livro, ressaltando que não se trata de nova taxação, mas de um benefício que não será mantido.

"A CBS (Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços) tem como pressuposto a não concessão de benefícios", disse o ministério, em nota. "Nesse sentido, foram eliminadas as hipóteses de alíquota zero (eram mais de cem) antes previstas. Assim, foi também eliminada a alíquota zero que se aplicava nas operações com livros."

Com informações da Folha Press.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.