ASSINE
Graduado em Economia pela Ufes, com MBA em Gestão Financeira e Controladoria pela FGV e pós-graduando em Negócios Digitais pela USP. Atua há 14 anos no setor bancário e atualmente ocupa o cargo de Superintendente de Meios de Pagamento, Investimentos e Inovação do Banestes

Saiba como se proteger de golpes e armadilhas com criptomoedas

O desejo de ganhar dinheiro rápido e a inexperiência das pessoas em geral são os principais ingredientes de que se valem os golpistas para roubar dinheiro de investidores

Vitória
Publicado em 21/06/2022 às 10h20

As histórias de sucesso de algumas pessoas que investiram menos de R$ 100,00 e ganharam milhões com Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas ativam as emoções de quem tem o sonho de ficar milionário. E, quando estamos diante de uma decisão de investimento, as emoções geralmente atrapalham que se enxerguem os perigos inerentes.

Além do desafio de lidar com a alta volatilidade, que é uma forte característica dos principais criptoativos, quem deseja investir em criptomoedas também deve ficar bastante atento aos golpes. Uma pesquisa da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) mostra que as criptomoedas representam mais de 43% de todas as denúncias sobre fraudes financeiras do país.

Um relatório de uma empresa de análise de blockchain, Chainalysis, mostrou que o valor roubado com golpes em 2021 foi 81% maior do que o número registrado em 2020. Ao longo de 2021, foram roubados 7,7 bilhões de dólares (quase 45 bilhões de reais) no mundo todo.

Criptomoedas cripto bitcoin ethereum
Criptomoedas. Crédito: Jirapong Manustrong / Getty Images/iStockphoto

Para evitar cair em golpes, é importante conhecer os principais esquemas dos criminosos:

  1. 01

    Pirâmides Financeiras

    Estão entre os golpes mais comuns. As vítimas são atraídas por ganhos rápidos e promessas de lucros garantidos. Porém, as pirâmides dependem de que novas pessoas entrem para sustentar o ganho das primeiras. Mas em algum momento o ciclo vai quebrar, pois ele se torna insustentável.

  2. 02

    Corretoras falsas

    Os criminosos montam sites/plataformas e fazem ofertas de criptomoedas com rentabilidades atraentes e, com isso, acabam roubando dinheiro de pessoas que acreditam no que foi oferecido, sendo que, na verdade, tudo não passa de um golpe.

  3. 03

    Lançamento de novos criptoativos

    São ofertas de supostas novas moedas digitais antes do próprio lançamento no mercado. Com isso, pessoas apostando na valorização da criptomoeda acabam comprando ativos que não existem e os golpistas somem com todo o dinheiro.

  4. 04

    Sites e aplicativos falsos

    Os criminosos desenvolvem sites e aplicativos que simulam as plataformas de corretoras que são reais e conhecidas pelo público. Ao tentar comprar criptomoedas por intermédio dessas falsas plataformas, as pessoas acabam entregando o seu dinheiro para meliantes. Além disso, as plataformas falsas são utilizadas para capturar as suas senhas e dados de acesso. Com essas informações os criminosos conseguem roubar o seu eventual estoque de criptomoedas.

Antes de começar a investir em criptomoedas, busque mais informações de como se proteger nesse mercado, sempre desconfie de promessas de ganhos exorbitantes e anunciados sobre lucros garantidos.

*Este texto não é uma recomendação de investimento. Procure seu gerente e faça uma avaliação do seu perfil de investidor.

Este vídeo pode te interessar

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Polícia Civil Vicente Duarte criptomoeda dinheiro Educação Financeira

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.