ASSINE

Obras ambientais da Vale vão criar até 1,8 mil empregos no ES em 2022

Para este ano, estão previstas construções de estruturas de fechamento em usinas da Vale, além da instalação de wind fences e canhões de névoa

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 26/05/2022 às 16h46
Vale - Projeto Carbono Neutro
Instalação de wind fences estão entre as obras previstas pela Vale em 2022. Crédito: Vitor Nogueira/Divulgação

As obras de melhorias ambientais da Vale vão criar até 1,8 mil empregos ao longo de 2022 no Espírito Santo, segundo estimativa da mineradora. Entre as intervenções, estão previstas a construção de galpões de fechamento em pátios de estocagem de minério, instalação de wind fences (espécies de barreiras que diminuem a velocidade do vento) e de canhões de névoa.

A companhia divulgou que as oportunidades de emprego são para diversas áreas, como engenheiro, oficial polivalente, armador, carpinteiro, mestre de obras, encarregado, eletricista, mecânico, soldador, montador de andaime e encanador industrial, entre outros. Os profissionais, de acordo com a Vale, estão sendo contratados pelas empresas responsáveis pelas obras ao longo do ano.

O especialista em Meio Ambiente da Vale, Romildo Fracalossi, explicou desde a criação do Plano Diretor Ambiental, em 2018, foram oferecidas em média cerca de 1,5 mil oportunidades de emprego por ano. Ele explicou, ainda, que a maioria dos contratados são do Espírito Santo.

"Desde quando começamos o Plano Diretor Ambiental nós estamos gerando em média 1,5 mil empregos. Em 2022, nossa expectativa é de 1,8 mil empregos no pico de obras. 90% desses empregos gerados são de mão de obra local. A gente prioriza a mão de obra local para a geração de renda ficar focada aqui na nossa região", contou.

Ainda de acordo com Fracalossi, foram investidos cerca de R$ 1,4 bilhão em obras ambientais já finalizadas. O investimento total do Plano Diretor Ambiental, porém, é cerca de três vezes maior.

"Nós já assinamos em torno de R$ 1,4 bilhão em contratos, obras que já finalizaram, mas o nosso investimento total é na ordem de R$ 4,6 bilhões até o final da implantação do Plano Diretor Ambiental", completou.

Este vídeo pode te interessar

Veja também

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.