ASSINE
Virgínia Pelles é sexóloga, escritora, terapeuta sexual, fisioterapeuta uroginecológica, especialista em saúde do idoso e da mulher e apresentadora do programa "Segundas Intenções"" da Rádio Litoral FM"

Está carente nessa quarentena? Aprenda a elevar o amor próprio

A sexóloga Virgínia Pelles faz um alerta para as pessoas cobradoras de carinho e atenção. Se você é uma delas, sigas essas dicas

Publicado em 28/05/2020 às 19h48
Atualizado em 12/08/2020 às 09h32
Homem olhando pela janela à espera de alguém
Homem olhando pela janela à espera de alguém. Crédito: Pixabay

A quarentena tem deixado as pessoas mais carentes e elevado o uso das redes sociais. Nesse cenário, ter amor próprio é sinal de inteligência emocional. Essa carência excessiva tem afetado muito os relacionamentos. Pessoas carentes se tornam “cobradoras” de carinho, afeto e atenção, e isso faz a relação ficar cansativa.

Se você está passando por isso, ou se acha que está, basta refletir sobre suas ações e verificar seu nível de perguntas. Se pergunta sempre “aonde você vai?”, “onde você estava?”, “que horas vai chegar?”, “quem estava lá?” - perguntas que revelam insegurança e pouca inteligência emocional -, o melhor é perguntar “como foi?”, “foi como você esperava?”, “prefere que eu te espere chegar acordada?” - perguntas que demonstram que você se preocupa com a pessoa com quem se relaciona e não com quem e onde ela está ou estava. Isso revela maturidade emocional e amor próprio, pois as perguntas anteriores dão margem para uma má resposta, que pode te magoar.

Então segue mais umas dicas de como elevar seu amor próprio:

1 - Tenha momentos a sós. De você com você mesmo. Se permita coisas simples, mas que gosta, encontre amigos em salas online. E entenda: você deve ser sua melhor companhia.

Este vídeo pode te interessar

2 - Não se submeta. Você só precisa ser aceito por você, por mais ninguém, não precisa se submeter a padrões alheios, nem se cobrar tanto. Se olhe todos os dias no espelho e se ame, pois é impossível amar o outro de forma saudável se não conseguir amar você mesmo. Ser feliz é uma questão de escolha.

3 - Dê valor. Descubra seu valor, dê valor à pessoa que você é e ao que você faz. Pare de falsificar sua própria identidade, acreditando o que pessoas invejosas dizem de você. Você sabia que não é preciso ter sucesso ou dinheiro para gerar inveja? O fato de ter cabelo liso ou cacheado, longo ou curto, ou mesmo assumir uma carequinha, já é o suficiente para gerar inveja em muita gente. Aprenda de uma vez por todas: só deve ouvir aqueles que se alegram verdadeiramente com as suas vitórias, esses sim são amigos.

4 - Acredite. Viva seus sonhos, até mesmo os adormecidos. Por conta da rotina da vida, ou mesmo do passar da idade, muitas pessoas simplesmente adormecem seus sonhos. Resgate-os e nunca pare de sonhar, pois são os sonhos que tornam nossa vida mágica e elevam nosso amor próprio.

E caso precise de uma ajudinha para melhorar tudo isso, conte comigo. Fiz uma série sobre como resgatar o amor próprio nessa quarentena no meu Instagram (@virginia.pelles) e no meu canal no YouTube, Virginia Pelles.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.