ASSINE
A jornalista Renata Rasseli cobre os eventos sociais, culturais e empresariais mais importantes do Estado. Sua marca é aliar notícias a tendências de moda, luxo, turismo e estilo de vida.

Coronavírus: "Não cancele, remarque", apela mercado de eventos do ES

Produtores, cerimonialistas, cake designer, decoradores e desiigners pedem que os eventos sejam adiados e não cancelados

Publicado em 23/03/2020 às 05h01
Atualizado em 23/03/2020 às 12h37
Campanha de profissionais de eventos. Crédito: Divulgação
Campanha de profissionais de eventos. Crédito: Divulgação

Por conta da pandemia do coronavírus, uma corrente nacional do mercado de eventos e festa viralizou na internet : "Não cancele, remarque seu evento".  "E eu não estou falando só porque eu trabalho nesse segmento. Estou falando isso porque estou vendo dia a dia o impacto que isso representa para uma série de profissionais. E não só para quem produz os eventos. Mas também para artistas, fornecedores, funcionários e uma infinidade de pessoas envolvidas diretamente e indiretamente com o mercado de eventos", apelou a famosa Ju Ferraz em seu Instagram.

CAPIXABAS NA CAMPANHA

Pegando carona neste movimento, a coluna RR resolvi ouvir os apelos do mercado de festas local. Produtores, cerimonialista, decoradora, doceira, cake designer e florista falam sobre a situação do setor diante da pandemia mundial. 

Aurê Aguiar, diretora da Crossmedia. Crédito: Divulgação
Aurê Aguiar, diretora da Crossmedia. Crédito: Divulgação

Aurê Aguiar

Diretora da Crossmedia

"O mercado de turismo, onde os eventos estão incluídos, faturou cerca de 140 bilhões de reais no primeiro semestre de 2019. Em função da pandemia de Covid-19, analistas falam em queda de até 70% para o mesmo período deste ano. Como produtora de eventos de entretenimento pela Crossmedia e educativos e empresariais pela Victory Academy, aposto na criatividade e na velocidade de resposta do setor frente às adversidades para equivocar as previsões mais pessimistas. Teremos de abraçar as campanhas que possibilitem antecipação de receita, fazer parcerias, pensar o problema de forma ampla para chegar a soluções disruptivas, como por exemplo: momentaneamente, transformar hotéis em hospitais e espaços de eventos em centros de triagem de doentes ou de distribuição de alimentos. Produtores de eventos são especialistas em decisões rápidas em situações de crise, podem ser provisoriamente contratados, para trabalho remoto, por empresas de outros segmentos que montaram seus QGs de gestão de crise e necessitam de olhares múltiplos para resolver problemas inéditos. Se o distanciamento social impõe soltarmos as mãos, é fundamental que unamos os cérebros e os saberes."
Júnior Viera, cake designer. Crédito: Divulgação
Júnior Viera, cake designer. Crédito: Divulgação

Júnior Vieira 

Cake Designer

"Os eventos estão sendo adiados e remarcados. Assim perderemos a oportunidade de ter outros clientes. Meu pedido é que todos os clientes remarcados pudessem manter os pagamentos nas datas dos contratos originais para nós conseguirmos manter os funcionários neste momento difícil"
Stella Miranda . Crédito: Brenda Sangi
Stella Miranda . Crédito: Brenda Sangi

Stella Miranda

Cerimonialista

"Lembrem-se que um número enorme de pessoas vivem dos eventos, famílias e mais famílias, dos garçons aos profissionais e do som, passando por inúmeras categorias, dependem deste trabalho. Não cancele, remarque ! Vamos comemorar um novo mundo juntos! "
Bruna Medeiros, designer floral. Crédito: Mônica Zorzanelli
Bruna Medeiros, designer floral. Crédito: Mônica Zorzanelli

Bruna Medeiros

Designer de festas

"Estamos vivendo um momento inimaginável para todos nós e isso tudo vai se refletir diretamente na vida profissional das pessoas. No segmento de eventos, esse fato se dará de forma especial obrigando o profissional da área a se reiventar e procurar alternativas para minimizar as perdas e dar ânimo na nova fase, além de estimular e facilitar para que os clientes não cancelem seus eventos, e, sim, remarquem, porque, sem dúvida, quando tudo isso passar, teremos motivos em dobro para comemorar!"
Leninha Moreira, doceira. Crédito: Mônica Zorzanelli
Leninha Moreira, doceira. Crédito: Mônica Zorzanelli

Leninha Moreira

Doceira

"O ideal, para o mercado de eventos não sofrer as possíveis consequências do que vem acontecendo, seria não cancelar o evento já marcado, e sim adiar. O cancelamento só irá nos deixar mais inseguros sobre nosso futuro, tanto empresa quanto seus colaboradores. Sei que é muito difícil esse momento, mas temos que encarar, com fé e perseverança. Estamos tratando de milhares de vidas, famílias e empresas, como a minha, que está há 20 anos no mercado.  Entre outras consequências, alta do dólar também é prejudicial para nós, fornecedores da área de eventos, mas levamos em conta que não podemos alterar nossos preços para não inflacionar o mercado."
Rebeca Duarte . Crédito: divulgação
Rebeca Duarte . Crédito: divulgação

Rebeca Duarte

Designer de festas

"Por maior que seja o motivo, não podemos deixar de sonhar com nossas comemorações e confraternizações. Neste momento tão delicado que estamos vivenciando, meus clientes não desistiram de seus sonhos e sim remarcaram. Precisamos aguardar, silenciar e esperar com tranquilidade um tempo mais adiante, mas com certeza de que vai acontecer e que vai ser um sonho muito mais lindo pois nossos corações estarão transformados com muito mais amor pois Deus quer o melhor para nós!"
Roberta Moura, diretora da Premium Marketing Promocional. Crédito: Arquivo AG
Roberta Moura, diretora da Premium Marketing Promocional. Crédito: Arquivo AG

Roberta Moura

Diretora da Premium Marketing Promocional

"Temos que entender o momento que o mundo está passando e aproveitar a chance de nos reinventar e ousar. As marcas já estão tendo que lançar mão de ferramentas para expor seus valores, seu papel social, e ter protagonismo em suas áreas, e a internet tem sido uma grande aliada. Os eventos que foram cancelados voltarão, e as empresas têm que aproveitar esse período para rever suas estratégias e se antecipar."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.