ASSINE
A jornalista Renata Rasseli cobre os eventos sociais, culturais e empresariais mais importantes do Estado. Sua marca é aliar notícias a tendências de moda, luxo, turismo e estilo de vida.

Coronavírus: como a ioga pode ajudar no bem-estar na quarentena

Professora Flávia Brotto dará aulas ulas gratuitas pelo Instagram a partir desta segunda-feira (23)

Publicado em 22/03/2020 às 05h00
Atualizado em 22/03/2020 às 05h01
aula de ioga. Crédito: Reprodução/Instagram/@espaconarayan
aula de ioga. Crédito: Reprodução/Instagram/@espaconarayan

Em tempos de coronavírus, a prática da ioga pode nos auxiliar no equilibra físico,  mental, emocional e o energético. É o que garante a professora de ioga da alma, Flávia Brotto, que comanda o Espaço  Narayan, em Vitória. O espaço vai oferecer aulas gratuitas a partir nesta segunda-feira (23), em formato de Live, às 9h. "A ioga fortalece o sistema imunológico,  nos acalma, nos faz sentir mais confiantes e otimistas", destaca.

Segundo a especialista, ioga "não é fisioterapia, mas alivia as dores do corpo; não é psicologia, mas acalma as dores da alma; não é neurologista, mas equilibra o sistema nervoso; não é anti-depressivo, mas nos dá alegria. Mais que isso, não é religião , mas nos conecta com Deus".

IOGA EM CASA

Flávio Duccini e Flávia Brotto, professores de ioga. Crédito: Mônica Zorzanelli
Flávio Duccini e Flávia Brotto, professores de ioga. Crédito: Mônica Zorzanelli

A professora enumera algumas práticas de ioga que podem ser feitas em casa. "Podemos praticar a saudação a sol, exercício de respiração, meditações com mantras", diz ela, que  durante esse período de quarentena estará dando dicas no @@flaviabrotto e e no @espaconarayan.

Dica de alongamento que pode ser feito na sala da casa. Crédito: Reprodução/Instagram/@espaconarayan
Dica de alongamento que pode ser feito na sala da casa. Crédito: Reprodução/Instagram/@espaconarayan

Assista o vídeo da professora Flávia Brotto:

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.