ASSINE
Colunista de Famosos

Guarda de Vila Velha ganha milhares de fãs na web com vídeos de humor

Rodrigo Cossetti, de 34 anos, é famoso pelo personagem Guarda Depressão, que tem mais de 26 mil seguidores só no Instagram

Publicado em 27/07/2020 às 06h00
Atualizado em 27/07/2020 às 06h00
Rodrigo Cossetti, o guarda municipal de Vila Velha conhecido na web como Guarda Depressão
Rodrigo Cossetti, o guarda municipal de Vila Velha conhecido na web como Guarda Depressão. Crédito: Montagem A GAZETA

Mais de 26,6 mil pessoas espalhadas pelo Brasil acompanham as postagens cômicas do perfil do Guarda Depressão no Instagram, personagem criado há cerca de um ano por Rodrigo Cossetti. Formado em Educação Física, o capixaba de 34 anos é, além de fiscal da lei em Vila Velha, coreógrafo e dançarino.

No perfil nas redes sociais, Rodrigo usa a influência que conquistou com o alter ego para conscientizar as pessoas sobre as regras de trânsito - mas, é claro, de forma leve. "Lá atrás, em uma conversa com outros guardas, começamos a contar casos que nem são engraçados, mas que acabam se tornando inusitados. Muita gente que é multada ou notificada acaba achando que nós estamos tirando dinheiro delas, mas estamos cumprindo a lei. E essa relação gera situações diferentes", fala.

Sempre com Rodrigo em cena usando um filtro de ampliação labial do SnapChat, os vídeos trazem esses casos de rua que o guarda municipal já viveu para mostrar o quanto a atenção ao volante é importante. Com a repercussão que ganhou nas redes, já foi parar até no Encontro com Fátima Bernardes, na Globo. "Não imaginava, sério, que teria esse alcance todo", diz.

Rodrigo Cossetti

Guarda Municipal de Vila Velha

"Acho que eu sou a minha própria desconstrução. Sou guarda, dançarino, danço sensual, no salto, já fiz foto nu em ensaio... Lógico que não levo tudo isso para o personagem, mas quem me acompanha sabe "

A preparação do guarda dançarino, no entanto, não foi tão despretensiosa assim quanto seu sucesso crescente na internet. Quando pequeno, Rodrigo chegou até a fazer aulas de balé, jazz, dança contemporânea e aos 12 anos já pensava em coreografias. Além disso, também fez aulas de teatro, o que acredita ser diferencial na hora de exaltar sua veia humorística.

"Acabei virando guarda porque, na ocasião, minha mãe inscreveu a mim e meu irmão em um monte de concurso público que estava aberto. Passei em uns dois ou três, além do de Vila Velha, mas me deu na cabeça que queria ser guarda. À época, já dançava, dava aulas de dança e fazia faculdade de Educação Física", lembra.

GUARDA POSITIVA

Desde que decidiu criar o perfil e investir na gravação dos vídeos, Rodrigo conta que se questionava sobre o que os colegas de trabalho pensariam. A rigor, um guarda tem aquele estigma de ser um homem mais sério e, às vezes, sem espaço para brincadeiras. "Mas sempre tive um retorno muito positivo. É difícil acreditar, porque é uma profissão que as pessoas mesmo acabam masculinizando muito", corrobora.

Rodrigo até brinca que, ainda que tenha a personalidade extrovertida inegavelmente, incorpora um outro semblante quando está na rua fardado. "Já aconteceu de ter gente que me viu e me reconheceu, ou amigos que me conhecem de fora do trabalho, dizer que sou outra pessoa quando estou trabalhando. Tem que ter uma postura diferente, é até mais respeitoso", esclarece.

Rodrigo Cossetti, o guarda municipal de Vila Velha conhecido na web como Guarda Depressão
Rodrigo Cossetti, o guarda municipal de Vila Velha conhecido na web como Guarda Depressão. Crédito: Raul Martins

SÓ PARA MAIORES

Em breve, Rodrigo pretende ainda expandir a presença na internet. À coluna, adiantou que pretende colocar um projeto que já tem pronto em prática. Trata-se de episódios de bate-papo que devem ir ao ar no YouTube e no Instagram para falar de sexo. "Só Para Maiores" vai conscientizar sobre o tema na mesma lógica que o Guarda Depressão aborda o trânsito: da gargalhada.

Rodrigo Cossetti, o guarda municipal de Vila Velha conhecido na web como Guarda Depressão
Rodrigo Cossetti, o guarda municipal de Vila Velha conhecido na web como Guarda Depressão. Crédito: Reprodução/Instagram @guardadepressao

PARABÉNS, JOAQUIM CAMARGO!

Camilla Camargo celebrou o primeiro aninho do herdeiro, Joaquim, por transmissão virtual com a família devido à pandemia do coronavírus. O menininho, fruto do relacionamento da atriz com o diretor Leonardo Lessa, ganhou festa com o tema "leão", por conta de seu signo, e posou com os pais e irmão na hora do "parabéns pra você".

Parada desde o início do isolamento social, a filha de Zezé Di Camargo e irmã de Wanessa Camargo se prepara para estrear em "Intervenção", filme em que fez uma participação interpretando a repórter Luiza Bastos que será lançado em breve.

Antônio (irmão por parte de pai), Camilla Camargo, Leonardo Lessa e Joaquim Camargo Lessa: dia de aniversário virtual em família
Antônio (irmão por parte de pai), Camilla Camargo, Leonardo Lessa e Joaquim Camargo Lessa: dia de aniversário virtual em família. Crédito: Divulgação

AS MÁSCARAS DA PAQUITA

Catia Paganote, a ex-paquita que escolheu Vitória para morar, está anunciando máscaras personalizadas à venda pelas redes sociais. A mãe de Valentina já exibiu o item de proteção contra o coronavírus, que tem desenhos de Miúxa de um lado e iniciais do outro, em seus perfis oficiais na internet. Três modelos estão disponíveis, segundo ela mesma informou em uma publicação no Instagram.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Vila Velha Vila Velha Coronavírus Coronavírus no ES capixaba capixaba guarda municipal zezé di camargo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.