ASSINE
É jornalista e tem um olhar atento sobre comportamento, arte, relacionamentos e lifestyle. Compartilha as suas ideias sempre com a intenção de criar ambientes favoráveis ao desenvolvimento das pessoas

O trem para 2022 chegou. O que esperar dessa viagem?

Um Ano Novo acaba de chegar a esta estação. Se não puder ser o maquinista, seja o seu mais divertido passageiro

Publicado em 01/01/2022 às 02h00
Trem, estação, viagem, transporte
Chegou a hora de embarcar no trem rumo a 2022. Crédito: Pixabay

A virada de ano vem, sempre, acompanhada de desejos de mudança. E, é nesse trem da vida, sempre em movimento que devemos, de tempo em tempo, parar, pensar e redefinir a rota.

Afinal, não chegaremos a novos lugares percorrendo os mesmos caminhos. Coragem!

Tenho guardado comigo, um cartão e, de tempos em tempos, eu abro e leio para não me esquecer do que deve ser feito.  Vou compartilhar e, juro, vou me esforçar para seguir este roteiro:

Um Ano Novo acaba de chegar a esta estação. Se não puder ser o maquinista, seja o seu mais divertido passageiro.

Procure um lugar próximo à janela desfrute de cada uma das paisagens que o tempo lhe oferecer, com o prazer de quem realiza a primeira viagem. Não se assuste com os abismos, nem com as curvas que não lhes deixam ver os caminhos que estão por vir.

Este vídeo pode te interessar

Procure curtir a viagem da vida, observando cada arbusto, cada riacho, beirais de estrada e tons mutantes de paisagem. Desdobre o mapa e planeje roteiros. 

Preste atenção em cada ponto de parada, e fique atento ao apito da partida. E quando decidir descer na estação onde a esperança lhe acenou não hesite. Desembarque nela os seus sonhos... 

Desejo que a sua viagem pelos dias deste novo ano, seja de primeira classe. 

Até a próxima!

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Comportamento

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.