ASSINE
A coluna traz uma análise do mercado automotivo, com tendências do segmento, panorama, dicas e orientações. Tem como público-alvo o cliente que compra carro ou moto, quer trocar de veículo, quer tirar dúvidas sobre fazer a manutenção desses bens e também de leitores apaixonados pelo tema. O perfil nas redes sociais é @gabrieldeoliveirapersonalcar

Não é a mesma coisa! Entenda a diferença entre SUVs e crossovers

Mesmo com apelo pela sigla SUV que é supercomercial, nem todas opções enquadradas pelo mercado são de fato um utilitário esportivo; compare os modelos destacados na coluna de hoje

Vitória
Publicado em 11/11/2021 às 01h59
Conhecido por ser um SUV, o Jeep Renegade na verdade é um veículo crossover.
Conhecido por ser um SUV, o Jeep Renegade na verdade é um veículo crossover. Crédito: Jeep/Divulgação

Se existe uma categoria de carros que é sucesso no mercado brasileiro essa categoria é dos SUVs. Digo isso pois, além dos números de vendas desse segmento, a quantidade de opções disponíveis hoje pelas montadoras é bem grande.

Para se ter ideia, de acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), no primeiro trimestre de 2021, as vendas de SUVs zero quilômetro representaram 36,52% do mercado nacional de carros novos. Está atrás apenas dos hatches compactos e carros de entrada, que representaram 40,89% das vendas.

Mas será que todas essas opções são realmente consideradas SUVs?

Hoje, vou falar sobre isso. Mesmo com apelo pela sigla SUV que é supercomercial, nem todas opções enquadradas pelo mercado são de fato um SUV.

Lançado recentemente pela Fiat, o Pulse também é um modelo crossover.
Lançado recentemente pela Fiat, o Pulse também é um modelo crossover. Crédito: Fiat/Divulgação

Primeiramente, é importante entender o significado dessa sigla. SUV significa Sport Utility Vehicle. Em tradução para o português: veículo utilitário esportivo. Existem muitas teorias para origem desse tipo de veículo, mas o consenso em todas as fontes é de que essa categoria surgiu devido à necessidade dos soldados e fazendeiros precisarem de um veículo urbano que tivesse capacidade de rodar em terrenos íngremes e instáveis.

Tecnicamente, são considerados SUVs veículos com porte mais avantajado, com bastante espaço interno e que em várias situações possuem tração 4x4.

Mas se para ser considerado um SUV os veículos precisam ter as características citadas acima, em qual segmento a grande quantidade de opções de veículos no mercado se enquadra?

Na verdade, a maioria desses veículos disponíveis no mercado é considerada tecnicamente como um crossover, também conhecidos como CUV (Crossover Utilitiy Vehicles, ou seja, veículo utilitário crossover).

Apesar de serem parecidos, os crossover são veículos de uso urbano, possuem espaço interno menor comparados aos SUVs e em apenas algumas exceções possuem tração 4x4.

Esse tipo de veículo surgiu para atender uma demanda do mercado por veículos mais altos, porém de uso urbano, pois oferecem maior visibilidade em rodovias, gerando a sensação de serem mais seguros.

O Volkswagen Taos é anunciado pela montadora como SUV e o veículo de fato se enquadra neste segmento.
O Volkswagen Taos é anunciado pela montadora como SUV e o veículo de fato se enquadra neste segmento. Crédito: Volkswagen/Divulgação

Abaixo seguem alguns exemplos que o mercado oferece de crossovers e SUVs para que você possa perceber a diferença entre eles. Essa lista também é para te ajudar a fazer a melhor escolha em relação ao seu gosto e necessidade.

FIAT

  • Crossover: Pulse
  • SUV: não possui

VOLKSWAGEN

  • Crossover: Nivus, T-Cross
  • SUV: Taos

CHEVROLET

  • Crossover: Tracker
  • SUV: Equinox, Trail Blazer
O Volvo XC60 é um modelo premium do segmento de SUV.
O Volvo XC60 é um modelo premium do segmento de SUV. Crédito: Volvo/Divulgação

NISSAN

  • Crossover: Kicks
  • SUV: não possui

HONDA

  • Crossover: HR-V
  • SUV: CR-V

TOYOTA

  • Crossover: Corolla Cross
  • SUV: SW4

PEUGEOT

  • Crossover: 2008, 3008
  • SUV: 5008
A BMW X1 é um exemplo de veículo premium que é um crossover.
A BMW X1 é um exemplo de veículo premium que é um SUV. Crédito: BMW/Divulgação

RENAULT

  • Crossover: Duster
  • SUV: não possui

HYUNDAI

  • Crossover: Creta
  • SUV: New Tucson, Santa Fe

JEEP

  • Crossover: Renegade
  • SUV: Compass, Commander

KIA

  • Crossover: não possui
  • SUV: Sportage, Sorento

VOLVO

  • Crossover: XC40
  • SUV: XC60, XC90

BMW

  • Crossover: X2
  • SUV: X1X3, X5

MERCEDES-BENZ

  • Crossover: linha GLA
  • SUV: linhas GLB, GLC, GLE
Levando em consideração suas características técnicas, o Chevrolet Tracker é um crossover.
Levando em consideração suas características técnicas, o Chevrolet Tracker é um crossover. Crédito: Chevrolet /Divulgação

Perceba que, no mercado, a grande maioria dos modelos é considerada SUV, justamente porque essa categoria de veículos caiu no gosto do consumidor brasileiro. Mas na prática há essa distinção entre as duas categorias e se compararmos uma com outra a diferença entre elas é nítida.

Fato é que, independente da sua escolha, é importante estar ciente de todos os aspectos e pontos fortes e fracos que envolvem cada modelo para que essa escolha seja a melhor para a sua realidade.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
carros veículos Mercado Automotivo SUV Crossover

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.