ASSINE
É Fisioterapeuta, acupunturista e especialista em avaliação e tratamento de dor crônica pela USP. Entende a saúde como um estado de equilíbrio para lidar com as adversidades da vida de forma mais harmônica

Ciclo circadiano: saiba a importância para o funcionamento do corpo

O organismo desperta e de cinco às sete da manhã temos o melhor momento do dia para as eliminações do corpo, raspar ou escovar a língua e evacuações preparam o corpo para o novo que virá

Publicado em 29/11/2021 às 02h00
Mulher acordando
Pela manhã temos o despertar do corpo e a luz do dia vem fazer um convite para se movimentar. Crédito: Freepik

Nosso relógio biológico é o ritmo com o qual nosso organismo se ajusta à natureza e se programa para realizar determinadas atividades. O corpo é intimamente influenciado pela luminosidade, pela temperatura e naturalmente somos impelidos a ser mais produtivos ou a descansar. O Ciclo circadiano tem duração de um dia e numa situação saudável oscilações são esperadas e bem-vindas.

Pela manhã temos o despertar do corpo e a luz do dia vem fazer um convite para se movimentar. No fim da manhã temos um pico de cortisol, deixando o corpo mais alerta e produtivo. De três às cinco da manhã temos o melhor momento do dia para meditar e realizar exercícios respiratórios. O organismo desperta e de cinco às sete da manhã temos o melhor momento do dia para as eliminações do corpo, raspar ou escovar a língua e evacuações preparam o corpo para o novo que virá.

Entre sete e nove da manhã temos o preparo para receber o alimento e até às onze da manhã devemos escolher alimentos leves e de preferência frescos. Na faixa de onze a uma da tarde temos a plenitude da mente, a sugestão é experimentar óleo de alecrim para manter a concentração e banir os pensamentos repetitivos. Entre uma e três da tarde a absorção dos alimentos ocorre, devemos escolher uma refeição completa e nutritiva para garantir a energia para o resto do dia.

Entre três e cinco da tarde o corpo se torna mais ágil e tem nova necessidade de eliminações, especialmente de líquidos. De cinco às sete da noite a capacidade de socialização mostra que o dia está chegando ao fim. Após às sete, devemos diminuir o ritmo, há início da produção de melatonina e o relaxamento é necessário para desacelerar. Alimentação leve, uso de chás e evitar luzes artificiais ajudam a não fugir do ciclo circadiano. Entre meia-noite e três da manhã temos oscilações entre sono profundo, sonhos, sono superficial e reparos do corpo.

Este vídeo pode te interessar

Pessoas que não se encontram num estado de saúde adequado acabam tendo insônia, baixa produtividade, sono após o almoço, baixa energética no fim do dia. Muitas vezes não tem apetite pela manhã, não conseguem evacuar todos os dias e tem dificuldades de concentração. Não há nenhuma fórmula mágica nem maneira correta de preencher o dia, mas respeitando o que a natureza induz ao nosso corpo, há mais chances de se sentir bem e com isso aproveitar melhor o dia.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde Fique bem Saúde

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.