Vacinas da Oxford/Astrazeneca já estão a caminho de Manaus

As doses importadas do Instituto Serum, na Índia, foram encaminhadas para distribuição nos Estados, como parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI/MS)

Publicado em 23/01/2021 às 19h31
AstraZeneca está no estágio final de desenvolvimento de uma vacina considerada líder contra a Covid-19
Ao todo, 2 milhões de doses devem deixar a sede do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos). Crédito: Adriana Toffetti/A7 Press/Folhapress

Já está a caminho do município de Manaus, que passa por um colapso de saúde por conta da pandemia de Covid-19, a primeira leva de vacinas de imunização da doença. Ao todo, 2 milhões de doses devem deixar a sede do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz, na cidade do Rio, na tarde deste sábado (23). O volume será distribuído nos Estados.

As doses importadas do Instituto Serum, na Índia, foram encaminhadas para distribuição nos Estados, como parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI/MS). Essa é a primeira leva entregue ao Brasil da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca.

Elas chegaram de São Paulo, na base aérea Galeão, no Rio, na noite de sexta-feira, 22. A previsão era que chegassem ao Brasil no último dia 17, mas a Índia não liberou a carga.

No início da madrugada, as vacinas passaram por conferência e avaliação de temperatura em Bio-Manguinhos, para que fosse verificado se estavam em perfeitas condições após a viagem. Pela manhã, foi iniciado o processo de etiquetagem de 4 mil caixas. Cada caixa contém 50 frascos e 500 doses da vacina.

O infectologista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Estevão Portela, será o primeiro a receber a vacina. Também receberá a vacina a médica pneumologista do Centro de Referência Professor Helio Fraga, da Fiocruz, Margareth Dalcolmo. Ambos têm atuado na linha de frente da assistência a pacientes de Covid-19 desde o início da pandemia.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.