ASSINE

Prefeitura de São Paulo adia início de passaporte da vacina

Gestão municipal chegou a dizer que passaporte seria obrigatório, mas depois afirmou que será opcional em bares, restaurantes e shoppings

Publicado em 27/08/2021 às 18h05
Vacinação
O plano original da capital paulista era que eventos e feiras começassem a pedir comprovante de vacinação ​na próxima segunda-feira (30). . Crédito: Raquel Portugal/Fiocruz

A apresentação do passaporte da vacina, prevista para esta sexta-feira (27), foi adiada pela Prefeitura de São Paulo, gestão Ricardo Nunes (MDB). O plano original da capital paulista era que eventos e feiras começassem a pedir comprovante de vacinação ​na próxima segunda-feira (30), mas, segundo apurou a reportagem, a Secretaria Municipal da Saúde estuda dar início ao projeto na quarta (1º).

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta, o prefeito afirmou que o sistema está pronto e que, inclusive, já foi testado, porém depende da disponibilização dos números da vacinação pela Secretaria Estadual de Saúde para dar início ao projeto.

"O Felipe [Soares Neves], que desenvolveu o portal Dê Olho na Fila, o filômetro, esteve na prefeitura com toda a equipe da Saúde [na tarde de quinta, 26] e apresentou o sistema. Fizemos o teste no local e está funcionando perfeitamente bem", diz Ricardo Nunes, durante o lançamento do Centro de Promoção e Defesa dos Direitos da População em Situação de Rua e do Guia PopRua, nesta sexta.

"A gente agora só está aguardando que a Secretaria do estado disponibilize os dados para jogar no sistema, é a última coisa que falta", completa.

Apesar disso, o prefeito disse que espera apresentar o projeto oficialmente neste sábado (28), domingo (29) ou, no máximo, na segunda (30).

"Gostaria muito de estar apresentando isso hoje [sexta], mas ainda não é possível", afirma Nunes. "Quando estiver funcionando, será apenas baixar o aplicativo do E-Saúde de São Paulo e vai aparecer automaticamente se você está vacinado", destaca.

RESPOSTA

Em nota à reportagem, o Governo de São Paulo, gestão João Doria (PSDB), por meia da Secretaria da Saúde, afirma que o município é responsável pelo registro das doses de vacinas contra Covid-19 aplicadas na população local e tem acesso a estas informações na plataforma estadual Vacivida.

Além disso, a pasta diz que o governo já oferece tanto o comprovante de vacinação físico/impresso quanto em formato digital, disponível via aplicativo do Poupatempo Digital, e que ambos formatos estão disponíveis para qualquer pessoa imunizada.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.