ASSINE

"Pandemia foi castigo para mundo todo, governo fez o que pôde", diz Bolsonaro

Em meio à alta temperatura das sessões da CPI da Covid, o presidente Jair Bolsonaro usou um evento para insinuar que irá resistir a qualquer tentativa de retirá-lo do cargo

Publicado em 12/05/2021 às 17h50
05/05/2021 Abertura da Semana das Comunicações
(Brasília - DF, 05/05/2021) - Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Foto: Marcos Corrêa/PR
Jair Bolsonaro na abertura da Semana das Comunicações. Crédito: Marcos Corrêa/PR

Em meio à alta temperatura das sessões da CPI da Covid no Senado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou um evento ambiental no Palácio do Planalto para argumentar que o governo "fez o que pôde" na pandemia e insinuar que irá resistir a qualquer tentativa de retirá-lo do cargo.

"A pandemia realmente foi um castigo para o mundo todo e o governo fez o que pôde. Os que não fizeram nada agora querem atrapalhar o governo", afirmou em evento de assinatura do protocolo de intenções da Caixa para adesão ao programa "Adote Um Parque" do governo federal.

Em tom elevado, Bolsonaro enfatizou que acredita nas instituições e não teme "absolutamente nada". "Deixo bem claro, só Deus me tira daqui. Não queremos desafiar ninguém, respeito os demais, mas vão nos respeitar", bradou. "Nunca tiveram da minha parte uma só sugestão, proposta, palavra ou ato para censurar quem quer que seja. Somos um País livre e os direitos fundamentais são para ser respeitados", concluiu.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.