ASSINE

Lira não vê materialidade e disposição política para impeachment

Partidos de oposição, ex-aliados de Bolsonaro, movimentos sociais e centrais sindicais protocolaram um "superpedido" de impeachment contra o presidente

Publicado em 01/07/2021 às 18h26
Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados
Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados. Crédito: Luis Macedo / Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta quinta-feira (1°) que não há materialidade e disposição política para o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, neste momento.

As declarações foram dadas um dia após oposição e movimentos sociais protocolarem o superpedido de impeachment, que reúne cerca de 120 ações em um só processo, apontando mais de 20 tipos de acusações.

Em referência ao depoimento de Luiz Paulo Dominguetti Pereira à CPI da Covid, Lira afirmou que impeachment não se faz com base em falas. "Tá aí confusão. Um dá um depoimento de um jeito, outro dá um depoimento de outro. Um dia você tem uma situação, outro dia a situação se reverte", disse.

"A CPI que está instalada vai ter o seu fluxo normal, se tiver o número de assinaturas de senadores será prorrogada, enfim. Vai seguir o seu curso. E aqui nós vamos esperar", prosseguiu. "Não há impeachment, como eu disse, em cima de discursos. Há impeachment em cima de materialidade e disposição política, o que não se apresenta neste momento nem fora nem dentro do Congresso".

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.