Lira diz que trabalhará muito para entregar reforma tributária em 8 meses

O parlamentar apontou que há, na sua visão, um consenso no Congresso sobre a necessidade de se reformar o sistema de impostos no País

Publicado em 23/02/2021 às 14h22
Atualizado em 23/02/2021 às 14h22
Arthur Lira concede entrevista após ser eleito presidente da Câmara
Arthur Lira concede entrevista após ser eleito presidente da Câmara. Crédito: Cleia Viana/ Câmara dos Deputados

presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), afirmou nesta terça-feira (23), que trabalhará para entregar a aprovação de uma reforma tributária em oito meses, ou seja, até setembro ou outubro. Nesse período, ele prevê três meses de tramitação no Senado e cinco meses na Câmara.

O parlamentar apontou que há, na sua visão, um consenso no Congresso sobre a necessidade de se reformar o sistema de impostos no País.

Em transmissão ao vivo para o jornal Valor Econômico, ele não se arriscou, contudo, a apostar em qual das diferentes propostas tem mais aceitação entre deputados e senadores. "Espero que seja a reforma possível", acrescentou.

Lira também indicou acreditar que a tramitação da reforma administrativa será mais fácil que a da reforma da Previdência, aprovada em 2019.

Um dos motivos apontados por ele é o fato de que a proposta não deve mexer no que ele chamou de "direitos adquiridos", ou seja, promoveria mudanças apenas para funcionários públicos contratados após a eventual aprovação da reforma.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.