ASSINE

Ex-ministro da Saúde Mandetta presta depoimento na CPI da Covid

Luiz Henrique Mandetta depõe na comissão na condição de testemunha. Ele comandou o ministério de janeiro de 2019 a abril de 2020 – início da pandemia de Covid-19. Veja o vídeo

Publicado em 04/05/2021 às 09h58
Atualizado em 05/05/2021 às 08h13

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta é o primeiro convocado para prestar depoimento na CPI da Covid, instalada no Senado. Os senadores ouvem o primeiro titular da pasta do governo Jair Bolsonaro, nesta terça-feira (4), na condição de testemunha, quando há o compromisso de dizer a verdade sob o risco de incorrer no crime de falso testemunho. Veja a sessão clicando no vídeo abaixo. 

Mandetta foi o primeiro titular do Ministério da Saúde e esteve à frente da pasta entre janeiro de 2019 e abril de 2020 – início da pandemia de Covid-19. Ele foi demitido do governo após divergências com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre as medidas para conter a transmissão do novo coronavírus

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich também prestaria depoimento nesta terça, às 14h, mas a agenda foi remarcada para quarta (5), às 10h. Sucessor de Mandetta na pasta, ele comandou o ministério por menos de um mês, entre 17 de abril e 15 de maio do ano passado. Teich deixou o governo também por não concordar com Bolsonaro

Na quarta, às 10h, seria a vez do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello ser ouvido pela CPI da Covid. No entanto, o depoimento dele foi adiado para o próximo dia 19.  Na quinta (6), prestará depoimento o atual titular da pasta, Marcelo Queiroga, no mesmo horário. Às 14h, estará na frente dos senadores o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres. As agendas foram aprovadas na semana passada pelos membros do colegiado. 

Atualização

5 de Maio de 2021 às 08:13

O texto foi atualizado com a informação do adiamento do depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.