ASSINE

Campanha de vacinação contra a gripe será antecipada para o dia 23

De acordo com  informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, a ação será realizada em todas as regiões do País ao mesmo tempo

Publicado em 09/03/2020 às 17h32
A mobilização nacional para o
A mobilização nacional para o "Dia D" da vacinação contra a Influenza está marcada para o dia 9 de maio. Crédito: Divulgação

O governo federal decidiu começar pelos idosos e trabalhadores da área da saúde a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que será antecipada para o dia 23 de março. De acordo com o Ministério da Saúde, a ação será realizada em todas as regiões do País ao mesmo tempo.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, a segunda etapa da campanha de vacinação, prevista para ocorrer a partir de 16 de abril, contemplará professores e profissionais das forças de segurança e salvamento.

Na terceira fase, a partir de 9 de maio, entrarão os demais (crianças de seis meses a menores de seis anos, doentes crônicos, pessoas com mais de 55 anos, grávidas, mães no pós-parto, população indígena e portadores de condições especiais).

A mobilização nacional para o "Dia D" da vacinação contra a Influenza está marcada para o dia 9 de maio.

CORONAVÍRUS 

Nesta segunda-feira, o Ministério da Saúde informou que o número de casos confirmados do novo coronavírus no País permaneceu em 25 de ontem para hoje. O dado foi fechado ao meio dia de hoje. A expectativa é que o número cresça no balanço que será feito amanhã.

Enquanto isso, o número de casos suspeitos aumentou de 663 para 930 entre domingo e segunda. Outros 53 casos foram descartados, totalizando 685 pessoas que foram testadas, mas não apresentaram resultado positivo para o Covid-19 no Brasil.

Até o momento, há 101 países no mundo com registros do novo coronavírus. São cerca de 100 mil casos no total, dos quais 80,8 mil estão na China. A letalidade total é de 3,4%.

Desses países, o Brasil monitora toda a América do Norte, Europa e Ásia. O País acompanha com mais atenção a situação da Argélia, Austrália e Equador.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.