ASSINE

"Algumas mortes terão. Paciência", diz Bolsonaro sobre fim do isolamento

Presidente defende fim do fechamento do comércio imposto por governadores para combater o coronavírus e afirma que as pessoas querem trabalhar

Publicado em 27/03/2020 às 18h15
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro. Crédito: Isac Nobrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a pedir nesta sexta-feira (27) o fim da isolamento social como método para conter o avanço do novo coronavírus e afirmou que "infelizmente" alguns brasileiros irão morrer com ao contrair a doença.

"Infelizmente algumas mortes terão, paciência, acontece, e vamos tocar o barco. As consequências, depois, dessas medidas equivocadas, vão ser muito mais danosas do que o próprio vírus", disse o presidente em entrevista ao programa Brasil Urgente, da Band. Bolsonaro afirmou ainda que a população tem de retomar o trabalho.

"O brasileiro quer trabalhar, esse negócio de confinamento aí tem que acabar, temos que voltar às nossas rotinas. Deixem os pais, os velhinhos, os avós em casa e vamos trabalhar. Algumas mortes terão, mas acontece, paciência".

Na terça-feira (24), Bolsonaro fazer um pronunciamento em rede nacional de rádio e TV pregando a reabertura de escolas e do comércio. Na quinta, (26) o Planalto lançou campanha publicitária chamada "O Brasil não pode parar" para defender a flexibilização do isolamento social.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.