ASSINE

Post de universitária do ES com denúncias de agressão contra o ex viraliza

Estudante utiliza rede social para relatar agressões sofridas em relacionamento. Ela conta que sofreu violência sexual, física e psicológica

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 22/07/2022 às 20h42

A estudante Maria Eduarda Fonseca Cortes usou as redes sociais para expor agressões que afirma ter sofrido do ex-namorado. A jovem fez um desabafo em um post, na quarta (20), sobre o relacionamento que durou, aproximadamente, dois anos.  Ela decidiu fazer a publicação, mesmo sem o apoio de amigos, porque se sentiu muito sozinha e sem ajuda após fazer a denúncia na Polícia.

Maria Eduarda Fonseca Cortes. Crédito: Redes Sociais
Maria Eduarda Fonseca Cortes. Crédito: Redes Sociais

Maria Eduarda Fonseca Cortes

Estudante

"Eu estava muito deprimida, me sentindo sozinha. Resolvi expor para não adoecer, apesar de os meus amigos falarem para eu não postar. Eu estou muito abalada, mas penso que vítima de violência não tem que ter vergonha. "

A postagem viralizou e ela está recebendo muitas mensagens de mulheres que passaram por violência.  Para a nossa reportagem, ela contou que muitas pessoas estão fazendo contato com ela. Maria Eduarda acredita que, mesmo com medo, as mulheres que sofrem violência não podem se esconder e se calar.

No post, ela desabafa que "foram inúmeras violências (estupro, estrangulamentos, cuspe na cara, perseguições, invasão de domicílio e chantagens). Isso tudo está me tirando a paz. Não recorro ao suicídio porque eu quero justiça" . Veja o texto na íntegra:

A DENÚNCIA

Só meses depois do término, Maria Eduarda teve coragem de ir à delegacia pela primeira vez para relatar a série de agressões que passou durante o namoro. No mês de julho, a jovem procurou a Polícia para denunciar o ex-namorado e registrar formalmente o boletim de ocorrência, conseguindo obter uma medida protetiva. 

Em depoimento à polícia, Maria Eduarda disse que o ex-namorado sempre foi agressivo, desde que começaram a sair, e destacou que ele não aceitou o fim do relacionamento. Há quatro meses, quando terminou a relação, ela afirmou ter sido estrangulada. Além disso, relatou que ele teria ameaçado se jogar da janela do apartamento onde ela mora. 

Maria Eduarda Fonseca Cortes

Estudante

"Ele apertou meu pescoço e só soltou quando viu que eu estava muito assustada e depois quis se jogar do oitavo andar. Estávamos sozinhos e precisei segurar ele."

Ela contou ainda que, em outra ocasião, fez uma publicação nas redes sociais mostrando que estava em um cinema. O ex-namorado, então, teria ido até lá, sentado ao lado dela e a abordado no final do filme. De acordo com Maria Eduarda, ele sempre dizia que ia se matar se ela não reatasse o namoro.

Por causa das ameaças, ela  disse que cedia e mantinha algum contato. Um dia afirmou ter ido até a casa dele para conversar e ele teria mantido relação sexual sem consentimento dela. "Mesmo eu dizendo mais de uma vez que não queria, ele insistiu. Fiquei muito mal. Hoje sei que fui estuprada", conta a estudante.

Ela afirma que só resolveu, de fato, realizar a denúncia depois que ele teria invadido o apartamento dela duas vezes. Em ambas as invasões, a estudante diz que ele se recusou a ir embora e tentou agarrá-la à força. Nas duas ocasiões, ela conta que precisou  ameaçar chamar a polícia. 

Maria Eduarda Fonseca Cortes

Estudante

"Ele invadiu meu apartamento mais de uma vez. Não aguento mais! Quero que ele seja responsabilizado por tudo que fez."

Por nota, a Polícia Civil informou que está investigando o caso por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Vila Velha e, para preservar a apuração, nenhuma outra informação será repassada.

Reforçou também que a população pode denunciar e ajudar nas investigações através do Disque-denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser realizada em qualquer município do Estado.

Este vídeo pode te interessar

O nome do ex-namorado de Maria Eduarda não está sendo divulgado a pedido dela. Ela teme sofrer retaliações judiciais. Nossa equipe de reportagem tentou contato com o ex-namorado, mas não obteve retorno das ligações.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.