ASSINE

Loja rejeita mulher por ser mãe em vaga de emprego e é condenada no ES

Proprietária do estabelecimento argumentou que crianças pequenas "adoeciam de uma hora outra para outra" e necessitavam de muita atenção; atitude foi considerada discriminatória e é proibida pela lei

Vitória
Publicado em 08/10/2021 às 13h17

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.