ASSINE

Kombucha: oito motivos para beber todos os dias

Veja os benefícios do chá fitness que é considerado o "elixir da saúde"

Publicado em 05/05/2018 às 21h01
Atualizado em 23/01/2020 às 14h34
Kombucha, o chá fitness que é considerado
Kombucha, o chá fitness que é considerado "elixir da saúde". Crédito: Shutterstock

Kombucha. Já ouviu falar? Essa bebida efervescente vem conquistando a turma natureba por seus muitos benefícios para a saúde. Ela ajuda a desintoxicar o organismo, gera saciedade e energia extra para o dia a dia e ainda alivia sintomas da tensão pré-menstrual (TPM), só para citar algumas promessas.

Feita a partir da fermentação do chá, a Kombucha é da família do Kefir, outro probiótico que ganhou adeptos nos últimos tempos. Tem um modo de preparo específico, que consiste em “alimentar” um conjunto de micro-organismos que formam uma colônia e, ao final, produzem uma bebida tão nutritiva que ficou conhecida como “elixir da saúde”.

“A fermentação é feita a partir da infusão de um chá, geralmente chá verde ou chá preto, com alguma fonte de glicose, que pode ser açúcar ou uma fruta. Pode-se usar qualquer fruta, de acordo com o gosto da pessoa. Já provei uma feita com chá verde, gengibre e mel, que ficou uma delícia”, comenta a nutricionista Pâmela Terra, de São Paulo.

“Refrigerante”

Essa fermentação, diz ela, gera produção de oxigênio. “A bebida fica levemente gasosa, como se fosse um refrigerante natural”. Quem provou garante que o sabor lembra um espumante. Por isso, o ideal é bebê-la gelada.

“Como tem essa função probiótica, melhora o funcionamento do intestino e, como consequência, a imunidade. Como é ácida, tem ação antibiótica, como um anti-inflamatório natural. E como melhora intestino, a produção de serotonina aumenta, reduzindo chances de depressão, reduzindo a enxaqueca, a compulsão”, cita Pâmela.

Praticamente não há contraindicações. “Mas por conta da cafeína presente no chá, não costuma ser indicada para quem tem problema grave de hipertensão, grávidas e lactantes. Crianças a partir dos 4, 5 anos já podem tomar em doses bem pequenas”, afirma a nutricionista Camila Gomes.

Não vale exagerar! “Não pode fazer uso de probióticos, como Kefir e kombucha, a torto e a direito. Cada um tem um jeito certo de tomar. Há pessoas com alergia ao chá verde, por exemplo”, orienta Pâmela.

Apesar de milenar, o consumo de kombucha no Brasil é algo novo. “Nos Estados Unidos e na Europa, é tradicional, as pessoas bebem todos os dias. Tem nos restaurantes”, observa Camila.

Ela sugere ingerir a kombucha de duas formas: “Pode usar num processo detox, tomando 500 ml uma vez por semana, para fazer uma limpeza do organismo. E depois, para manutenção, vale beber doses pequenas, de 100 ml diariamente. E pode alternar com o Kefir, já que são bactérias diferentes”.

Os melhores horários para saborear essa bebida são pela manhã, ao acordar, em jejum, ou antes de ir dormir. “Se tomar à noite, o ideal é não comer nada depois para deixar os probióticos agirem no organismo”, diz Camila.

Para quem acha que não vai dominar a técnica de preparo, a kombucha já pode ser encontrada pronta nos mercadinhos orgânicos das grandes cidades.

Tatiana Pessotti mostra colônia para produção de Kombucha. Crédito: Arquivo pessoal
Tatiana Pessotti mostra colônia para produção de Kombucha. Crédito: Arquivo pessoal

A dona de casa Tatiana Pessotti passou a tomar a kombucha, viu os benefícios e logo começou a

preparar para parentes e amigos. Até o filho mais velho, de 7 anos, aderiu ao refresco. Hoje ela vende a bebida na loja de produtos caseiros da família, no Centro de Vitória. "Consegui a colônia da Kombucha com um grupo na Internet. Produzi em casa. Provei e adorei. Meu intestino melhorou 1000%", conta ela.

Por que experimentar

Ação probiótica - A bebida é um probiótico, um alimento rico em micro-organismos benéficos à saúde. Tem bactérias e leveduras que ajudam no fortalecimento da flora intestinal

É desintoxicante - Limpa o organismo, eliminando as toxinas pelas fezes. Tem efeito benéfico no fígado, rins e pâncreas

Equilibra o pH sanguíneo - Por ser ácida, a bebida ajuda a regular os níveis de PH do sangue, deixando o corpo mais forte para combater doenças

Fortalece o sistema imunológico - O equilíbrio da flora intestinal protege o organismo de viroses

É antioxidante - Como tem como base os chás verdes, a kombucha é rica em antioxidantes, combatendo os radicais livres e ajudando na prevenção de diversos tipos de cânceres

Melhora sintomas de ansiedade, depressão, TPM, menopausa e enxaquecas - Como melhora a saúde do intestino, aumenta a produção de serotonina, hormônio que gera bem-estar e reduz as dores

Dá energia e saciedade - Rica em cafeína, a bebida dá pique para encarar o dia a dia e não é calórica. Um copo de 250 ml tem 40 kcal. Como promove a saciedade, ajuda, por tabela, a emagrecer

Previne o diabetes - A Kombucha reduz o tempo de digestão dos carboidratos, diminuindo os níveis de glicose no sangue. Estudos mostram que quem ingere com frequência o chá verde tem menos chance de ter diabetes

VEJA VÍDEO

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.