ASSINE

Especialistas dão dicas pra montar o seu home office

A arquiteta Amanda Moschen e a designer Fernanda Freire ensinam  a criar um ambiente funcional e aconchegante

Publicado em 17/03/2020 às 14h14
Atualizado em 17/03/2020 às 14h16

Em tempos de pandemia, o home office se tornou alternativa para ajudar a conter a disseminação do vírus. A arquiteta Amanda Moschen e a designer Fernanda Freire apontam os principais fatores que devem ser levados em conta na hora de criar em casa um ambiente para o trabalho.

É possível improvisar prateleiras e apostar em móveis de rodízio. Crédito: Pinterest
É possível improvisar prateleiras e apostar em móveis de rodízio. Crédito: Pinterest

O ESPAÇO

Antes de criar o home office, é importante avaliar o tipo de ambiente que deseja: um local para trabalhar todos os dias ou para ser usado pontualmente.

Caso for para utilização todos os dias, deverá ser estruturado como um escritório, com impressora, um computador ou notebook e um lugar para armazenar produtos e livros, sendo mais reservado e com uma boa iluminação, já que um dos desafios para quem opta trabalhar em casa é conseguir um espaço que permita manter a concentração.

“A organização e personalização do ambiente conforme o gosto do profissional também fazem com que o trabalho renda mais”, destaca a designer Fernanda Freire.

Tapetes  sempre deixam o ambiente mais aconchegante. Crédito: Pinterest
Tapetes sempre deixam o ambiente mais aconchegante. Crédito: Pinterest

MÓBILIÁRIO E ERGONOMIA

A ergonomia do trabalho estuda a relação do ser humano com o ambiente que ele se encontra, como explica a arquiteta Amanda Moschen. Para quem trabalha mais tempo diante do computador ou notebook, a bancada deve ter altura e profundidade confortáveis (o padrão conforme estudos indicam de 75 a 80cm de altura e 50 a 60cm de profundidade).

A cadeira é outro elemento importantíssimo, uma vez que deve apoiar as costas e os braços, e de preferência serem giratórias, para garantir liberdade na movimentação.

A iluminação é algo importante e deve ser pensada com cuidado. Crédito: Divulgação
A iluminação é algo importante e deve ser pensada com cuidado. Crédito: Divulgação

ILUMINAÇÃO

Uma boa iluminação é fundamental para um home office. “A iluminação e a ventilação natural são ideais, uma vez que promovem mais conforto”, destaca Fernanda Freire.

Além disso, uma iluminação específica sobre a mesa ajuda no conforto visual. Recomendamos sempre a luz branca quente, em torno de 3000k, que ilumina o suficiente sem perder o aconchego.

Qualquer cantinho pode se tornar uma bancada de trabalho. Crédito: Divulgação
Qualquer cantinho pode se tornar uma bancada de trabalho. Crédito: Divulgação

SOLIDÃO NO HOME OFFICE

Um dos pontos negativos para quem trabalha em casa é ter a sensação de isolamento. Uma das formas de amenizar essa sensação é fazer conferências e chamadas em vídeo, participar de cursos e palestras, etc.

Este é um momento que exige mudança de hábitos. Por isso é tão importante buscar funcionalidade e conforto. Entre as vantagens do sistema home office estão a possibilidade de flexibilização de horários e a redução de custos.

“Mas fique atento para não cair em armadilhas como: perda de privacidade; excesso de carga de trabalho e indefinição de horário de trabalho e lazer. Planejamento e disciplina são fundamentais”, destacam Amanda e Fernanda.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.