ASSINE

Quer empreender? Veja 5 lições de como começar no empreendedorismo

No Brasil são mais de 2,5 milhões de pequenos negócios no setor do varejo

Publicado em 16/04/2020 às 10h00
Atualizado em 16/04/2020 às 10h00
Felipe Ramos Manso criou uma loja de Açaí
Felipe Ramos Manso criou uma loja de Açaí. Crédito: Fernanda Manso

Depois de passar um período desempregado, e buscar novas oportunidades no mercado de trabalho, o administrador Felipe Ramos Manso, 35 anos, resolveu empreender. "Junto com um amigo decidi realizar o sonho de montar o próprio negócio criando uma lanchonete.  E a forma que encontrei durante a crise da Covid-19, foi o delivery". Assim como ele, muitos brasileiros que perderam o emprego na crise enxergaram no empreendedorismo a saída para voltar ao mercado de trabalho. No Brasil são mais de 2,5 milhões de pequenos negócios no setor do varejo

Para Felipe a dificuldade tem sido conquistar e fidelizar clientes por meio do delivery sem ter nome conhecido no mercado. "Além disso, nosso trabalho tem sido meio pelas redes sociais. Por ser início do negócio e vindo de uma situação financeira limitada, não tínhamos condições de investir ainda em aplicativos de entrega", conta o capixaba do Box do Açaí, em Vitória. 

Para Henrique Hamerski, consultor e professor de marketing e empreendedorismo da Faesa Centro Universitário, esse é o momento para o empreendedor fortalecer a venda pela internet. "É importante aproveitar esse momento e marcar presença na web. Por meio das mídias sociais, como Whatsapp, Instagram e Facebook é possível divulgar os serviços e produtos oferecidos, fazer contato com os consumidores, enviar informações para os interessados. Hoje existem diversas plataformas para fazer pagamentos online, vários sites para poder fazer o site de forma gratuita e bem práticos para poder ofertar por lá. É uma oportunidade de ajustar a empresa para passar por esse momento e principalmente sair fortalecida e preparada para vivenciar esse novo mercado que vamos viver".

Empreendedorismo feminino

Esse começo no negócio que Felipe está experimentando, Luzia Costa conhece bem. Ela já teve muitos negócios pequenos antes de chegar ao sucesso com sua rede com mais de 200 operações pelo Brasil, Bolívia e Argentina. "De toda a minha jornada empreendedora eu afirmo que é errando que se aprende. Por isso é necessário aguentar a pressão que terá nesta nova vida. Mas jamais desistir", afirma.

Empreendedora Luzia Costa
Empreendedora Luzia Costa. Crédito: Divulgação

Para a empreendedora da Sóbrancelhas, o mercado é muito amplo e tem grandes oportunidades para as mulheres explorarem mesmo com as dificuldades que existem no empreendedorismo e nos preconceitos que poderão enfrentar. "Empreender e ter seu negócio próprio é o sonho de muitas mulheres. Mas começar neste caminho não é tão simples assim e se faltar preparo, a futura empreendedora pode acabar desistindo dessa jornada ou até mesmo tornar este momento um pesadelo", diz.

Entre algumas dicas, ela conta que a história que ser dona do seu próprio negócio é fácil, que terá mais tempo, horários definidos e finais de semana livres, além de ganhar dinheiro de forma rápida, é lenda! "A empreendedora irá trabalhar muitas horas por dia, sem folga, pois sem dedicação o negócio não irá sair do papel. É importante se dedicar 100% ao seu investimento e ter ele como prioridade em sua vida", recomenda.

5 cinco lições para iniciar na vida de empreendedor

1. Invista em algo que você goste e tenha conhecimento

Alguns empreendedores começam no caminho errado por optar por algo que está "na moda" ao invés de se dedicar ao que já tem experiência e entende. Por isso, é fundamental para começar a empreender, desenvolver um negócio com suas habilidades já existentes ou se pensa em investir, invista em algo que você se identifica. Assim evitará muitos prejuízos.

2. Faça um plano de negócio

Sem planejamento a vida do empreendedor fica bem mais complicada. Por isso, é essencial começar criando um plano de negócio, onde você estabeleça o mercado que irá atuar, público-alvo, o que será ofertado, concorrentes, fornecedores, pontos fracos e fortes do negócio, enfim, um mapa do empreendimento com informações detalhadas que irão viabilizar a ideia do empreendimento e sua gestão.

3. Tenha o pé no chão e se dedique 100%

O empreendedor irá trabalhar muitas horas por dia, sem folga, pois sem dedicação o negócio não irá sair do papel. Por isso, é importante se dedicar 100% ao seu investimento e ter ele como prioridade em sua vida.

4. Se especialize

Quanto mais você pesquisar e estudar maiores serão seus acertos. Comece com cursos básicos para ter as primeiras noções de empreendedorismo e estratégias. Frequente palestras e eventos sobre o assunto, é uma ótima maneira de aprender conceitos, dicas práticas, além de conhecer outros empreendedores

5. Faça networking

Conhecer outros empreendedores  é uma forma de aumentar sua lista de contatos e futuros parceiros. Além disso, é fundamental para o crescimento do seu negócio. Por isso, cultive esses contatos de forma espontânea para boa referência do seu negócio.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.