ASSINE

13 dicas e receitinhas para cozinhar com crianças

Separar os ingredientes antes ajuda a evitar desperdício. Veja como fazer da cozinha sua aliada para entreter seu filho nesta quarentena e ainda criar memórias positivas e ajudá-lo a se alimentar melhor

Publicado em 18/05/2020 às 11h18
Alice brincando de cozinhar na quarentena
Alice brincando de cozinhar na quarentena. Crédito: Arquivo pessoal

Enquanto alguns pais estão se descabelando para entreter os filhos nesta quarentena, outros já descobriram que podem encontrar aliados na cozinha. Ovo, farinha e açúcar têm se mostrado ótimos companheiros da garotada neste período.

Envolver as crianças na culinária pode ser um delicioso passatempo, além de ajudar no vínculo familiar, na criação de memórias positivas e num maior interesse delas pelos alimentos.

Ouvimos uma personal chef, uma nutricionista e uma mãe que já divide o fogão com a filha para darem dicas de como tornar essa atividade mais prazerosa - e sem desperdícios.

Uma dica é escolher uma receita que seja divertida e que permita à criança colocar a mão na massa, literalmente, como sugere a nutricionista Roberta Larica.

Novos hábitos

A nutricionista Roberta Larica cozinhando com as filhas nesta quarentena
A nutricionista Roberta Larica cozinhando com as filhas nesta quarentena. Crédito: Arquivo pessoal

“Vale usar ingredientes que a criança já conheça, mas é legal inserir outros temperinhos que ela esteja disposta a experimentar nessa receita, como uma chia. Aproveitar o momento para inserir novos hábitos alimentares. A criança tende a querer experimentar mais quando ela se envolve no preparo”, indica.

O ideal é que sejam receitas rápidas e que não exijam que se mexa com fogo ou com facas durante o preparo, segundo Roberta.

A chef e personal cooking Fernanda Stoffel costuma fazer oficinas para a meninada e lembra que a cozinha é um lugar delicioso para crianças, mas elas não podem ficar sozinhas lá. “Elas são imprevisíveis, portanto todo cuidado é pouco”.

E elogie bastante seu filho, reconhecendo o esforço dele. “Diga: ‘nossa, que lindo ficou o cookie, o pãozinho!’, mesmo que esteja torto. O momento é de união. Memórias são construídas na cozinha. Todos nós temos lembranças de receitas que a mãe gostava de fazer, que a avó gostava de fazer… Isso remete a um momento bom e ajuda na saúde emocional das crianças, algo tão importante neste período de confinamento. Fazer tudo no tempo da criança, sem gerar mais cobrança, mais estresse e ansiedade”, comenta a nutricionista.

"Depois de um dia difícil, cozinhar com com minha filha traz para nós um momento juntas cheio de leveza", diz dentista

Alice com a mãe, a dentista Daniela Feu: receitinhas que divertem na quarentena
Alice com a mãe, a dentista Daniela Feu: receitinhas que divertem na quarentena. Crédito: Arquivo pessoal
Alice, de 6 anos, anda se divertindo na cozinha nesta quarentena
Alice, de 6 anos, anda se divertindo na cozinha nesta quarentena. Crédito: Arquivo pessoal

Transformar receitas em bolinhos de caneca, biscoitos, pãezinhos saudáveis e saladinhas com frutas é uma das brincadeiras favoritas de Alice, de 6 anos, nesses tempos de isolamento por conta da pandemia de coronavírus.

Todo dia é uma invenção nova com a mãe, a dentista e professora universitária Daniela Feu.

“Eu trabalho muito. Então, cozinhar com minha filha começou como sendo uma atividade de final de semana. Mas à medida que fomos nos afinando, essa virou uma atividade para fazermos todos os dias juntas. Afinal, mesmo nos dias em que chego mais cansada sempre preciso organizar nosso lanche ou jantar. Hoje ela já participa comigo todos os dias! Depois de um dia difícil, cozinhar com ela traz para nós um momento juntas cheio de leveza e conversa”, diz Daniela.

E a diversão não acaba depois que cozinham. “Ela participa da lavagem das louças como se fosse uma brincadeira, E, às vezes, vira mesmo! Com muita espuma e água! Tem dias ainda em que a lavagem das louças termina com banho de bonecas. Acho que quem ainda não faz isso poderia aproveitar a quarentena para começar. Cozinhar com nossos pequenos estreita nossos laços e cria momentos felizes até nos dias mais difíceis”, comenta a mãe da Alice.

  1. 01

    Separe os ingredientes antes

    Antes de levar seu filho para a cozinha, defina a receita e veja se tem todos os ingredientes necessários. Não adianta propor palha italiana se não tem em casa leite condensado, por exemplo. Você já pode separar todos eles nas quantidades certas. Isso irá evitar desperdício, pois crianças pequenas podem derrubar potes de farinha e ovos no chão

  2. 02

    Relaxe

    Mas se houver sujeira, mesmo das grandes, lembre-se que a criança não faz porque quer, mas porque se distraiu ou porque ainda não tem coordenação motora fina o suficiente para fazer tudo sem bagunça. Não brigue com ela. Relaxe e divirta-se.

  3. 03

    Deixe a criança provar

    Deixe a criança provar o que está sendo feito. Lamber colheres ou a vasilha da massa do bolo vira uma diversão à parte

  4. 04

    Conte histórias sobre as receitas

    Dá para criar magia nesse momento também contando histórias de quando você fazia essa ou aquela receita com sua mãe ou sua avó. Receitas de família sempre vêm recheadas de doces lembranças, que serão passadas agora para seu filho

  5. 05

    Faça coisas que a criança vai querer comer

    Escolher uma receita que caia no gosto do seu filho pode ajudá-lo a querer experimentar sabores novos. Por exemplo: se ele adora macarrão, que tal propor algo novo, como macarronada de atum ou com camarões? Se ele gosta de purê de batatas, deixe-o amassar as batatas.

  6. 06

    Opte por receitas fáceis

    Opte com começar com receitas fáceis e com poucos ingredientes para que a criança compreenda o que está sendo feito. Quanto menor a criança, menos etapas e menos ingredientes. Proponha um prato com o qual ela possa realmente colaborar. Não vale escolher um de difícil execução, que exija manuseio de facas e outros aparelhos. Isso só vai gerar frustração. Se a criança é convidada a ir para a cozinha, permita que ela coloque a mão na massa, literalmente. Afinal, essa é a ideia, certo? À medida que vocês forem ganhando confiança, vá avançando com as receitas.

  7. 07

    Faça receitas saudáveis

    Inclua, sempre que possível, frutas e verduras na receita. Mostre que os alimentos frescos trazem muito mais benefícios para a saúde e são mais saborosos do que os pré-fabricados. Seu filho vai ter curiosidade de experimentar novos sabores, que são aceitos com mais facilidade quando a criança ajuda a fazer o prato. Aproveite as receitas e congele o que foi feitos, os bolinhos, os hamburguinhos… Que vão servir para o lanche saudável outra hora.

  8. 08

    Torne a brincadeira atrativa

    Usar utensílios coloridos, divertidos e até com personagens ajuda no engajamento da criança. Que tal um kit de chef, com avental e touca, um dólmã personalizado com o nome dela fica uma graça!

  9. 09

    Encare como diversão, não cobre perfeição

    Não seja são rígido com seu filho durante a execução da receita. Encare como deve ser: uma brincadeira. Não precisa ficar perfeito. Se o bolo ficar meio torto, se a receita desandar, tudo bem. Ficar controlando tudo vai ficar chato para a criança. Não cobre tanto, divirta-se. Isso ajudará na manutenção da saúde emocional do seu filho, algo tão importante nesta época de confinamento e privações

  10. 10

    Construa memórias

    Encare o momento como um oportunidade para criar memórias positivas. Todo mundo se lembra de uma receita da mãe, da avó. O que seu filho aprender com você será guardado para sempre com ele e poderá ser repassado de geração em geração.

  11. 11

    Nunca deixe a criança sozinha na cozinha

    Crianças mais velhas já têm mais noção de culinária. Mas uma criança muito pequena, de 2 anos, por exemplo, pode achar que o detergente é um dos ingredientes da receita. Fique por perto, orientando. Retire tudo o que pode ser perigoso, como facas ou utensílios cortantes, aparelhos elétricos, fios etc. Quanto mais espaço mais fácil para organizar depois. Batedeira e liquidificador podem causar acidentes também. Então, na hora de deixar a criança usá-los, esteja ao lado

  12. 12

    Depois de cozinhar, hora da limpeza

    Inclua a criança na hora da limpeza. Ensine que ela precisa te ajudar com a louça. Mas faça de forma divertida. Logo isso se tornará um hábito

  13. 13

    Ensine hábitos de higiene

    O momento é bom também para reforçar e ensinar conceitos de higiene que ganharam ainda mais importância nesta pandemia, como lavar as mãos antes de comer, antes de cozinhar etc

Receitinhas para fazer em família

Fique bem Isolamento social

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.