ASSINE

Prêmio Biguá destaca importância de plantar boas ideias nesta década

Na Década da Restauração, a Rede Gazeta realiza mais uma edição da premiação no Norte e Noroeste do Espírito Santo para incentivar as ações de sustentabilidade

Tempo de leitura: 3min
Publicado em 13/05/2022 às 18h27
A Rede Gazeta lança neste dia 11 e 12 a segunda edição do Prêmio Biguá de Sustentabilidade no Norte e Noroeste com o tema “É tempo de plantar boas ideias
A Rede Gazeta lançou nos dias 11 e 12 de maio a 2ª edição do Prêmio Biguá de Sustentabilidade no Norte e Noroeste. Crédito: Shutterstock

Com o tema “É tempo de plantar boas ideias”, a Rede Gazeta lançou nos dias 11 e 12 de maio a segunda edição do Prêmio Biguá de Sustentabilidade no Norte e Noroeste, respectivamente. O evento da Região Norte foi realizado na sede do Sicoob Leste Capixaba, em Linhares. Já o da Região Noroeste aconteceu na sede da Rede Gazeta, em Colatina.

O objetivo é incentivar a sociedade a desenvolver projetos que ajudem na proteção, recuperação e preservação do meio ambiente. Para isso, o Prêmio Biguá 2022 vai premiar as boas práticas ambientais, com o objetivo de envolver o agricultor, a agricultura familiar, o poder público, a sociedade civil, estudantes e estimular a participação das crianças, que serão as embaixadoras do projeto nas escolas e em casa, despertando nas pessoas o uso consciente e sustentável dos recursos naturais.

Segundo a diretora das Regionais Norte e Noroeste da Rede Gazeta, Maria Helena Vargas, as expectativas para este ano são excelentes.

Maria Helena Vargas

Diretora das Regionais Norte e Noroeste da Rede Gazeta

"Em 2021, primeiro ano do projeto nas regiões, já tivemos uma participação muito positiva em quantidade e qualidade das iniciativas inscritas. Na segunda edição, com o prêmio mais conhecido e podendo fazer o lançamento em um evento presencial, onde foi abordada a Década da Restauração, instituída pela ONU, as expectativas são ainda maiores."

E por falar em Década da Restauração, esse foi o tema abordado pelo palestrante Rubens Benini, líder da estratégia de florestas e restauração florestal na TNC (The Nature Conservancy) - América Latina, que divulgou a relevância da Década de Restauração e engajar distintos setores da sociedade.

Para Benini, eventos como esse são muito importantes porque levam conhecimento e informação a setores da sociedade que precisam se inteirar sobre esse tema e trazem o produtor rural e o setor privado para um amplo debate.

Rubens Benini

Palestrante e líder da estratégia de florestas e restauração florestal na TNC (The Nature Conservancy) - América Latina

"Temos grandes desafios, enquanto humanidade neste século, tal como combater mudanças climáticas, trazer emprego e renda para uma população crescente e garantir água e alimento de qualidade. Cientistas nos trazem que o momento de agir é agora. Não é à toa que a ONU promulgou essa como a Década da Restauração de Ecossistemas, e o foco é ampliar e difundir o conhecimento sobre o tema, atrair tomadores de decisão e aumentar a capacidade de execução."
Rubens Benini, líder da estratégia de florestas e restauração florestal na TNC (The Nature Conservancy), abordará a Década da Restauração.
Rubens Benini, líder da estratégia de florestas e restauração florestal na TNC (The Nature Conservancy), abordoua Década da Restauração. Crédito - TNC-Divulgação. Crédito: TNC/Divulgação

E foi justamente da preocupação em incentivar ações voltadas para a sustentabilidade que surgiu o Instituto Pacto pelas Águas Capixabas (IPAC).

José Arnaldo de Alenca

Engenheiro agrônomo e diretor técnico da entidade

"O Prêmio Biguá representa uma grande janela para a divulgação dos bons exemplos voltados para sustentabilidade ambiental, apresentados pelos produtores, empresas, poder público, escolas e universidades. O IPAC parabeniza a TV Gazeta por essa grande iniciativa"
O engenheiro agrônomo José Arnaldo,  diretor técnico do IPAC, elogia iniciativa da Rede Gazeta
O engenheiro agrônomo José Arnaldo, diretor técnico do IPAC, elogia iniciativa da Rede Gazeta. Crédito: Arquivo Pessoal

Inscrições

As inscrições para o Prêmio Biguá de Sustentabilidade 2022 vão do dia 12 de maio até o dia 29 de julho, podendo ser prorrogado. Vão ser premiadas as seguintes categorias: Escola de Ensino Fundamental ao Médio; Ensino Superior; Sociedade Civil; Produtor Rural; Empresa; Poder Público.

Poderão concorrer moradores dos 14 municípios da área de cobertura da TV Gazeta, no Norte, e das 21 cidades cobertas pela emissora no Noroeste. Todos os projetos vão passar pela avaliação de uma banca examinadora. A premiação acontecerá no dia 14 de setembro, no Norte; e no dia 15, do mesmo mês, no Noroeste.

A cada ano, o planeta vem perdendo 4,7 milhões hectares de florestas e, ao longo do século passado, metade das áreas úmidas do mundo secaram. Dados da ONU mostram que a degradação dos ecossistemas terrestres e marinhos compromete o bem-estar de 3,2 bilhões de pessoas em todo o planeta

Prêmio Biguá de Sustentabilidade 2022 Norte e Noroeste

  • Inscrições para o prêmio: 12 de maio a 29 de julho
  • Quem pode se inscrever: poderão participar os moradores dos 14 municípios do Norte e dos municípios do Noroeste que fazem parte das áreas de cobertura das TVs Gazeta Norte e Noroeste
  • Canais de inscrição: você pode entregar o projeto impresso na agência do Sicoob mais próxima; na Regional Norte ou Noroeste; ou até mesmo realizar a inscrição de forma online pelo site. Também serão aceitas inscrições por meio do Whatsapp (27) 99974-6353 (Norte) e (27) 99867-6477 (Noroeste)

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.