ASSINE

Conselho Regional de Contabilidade tem investimento recorde mesmo na pandemia

Diante dos desafios de 2020, CRCES  modernizou operações e se destaca como modelo de planejamento estratégico

Publicado em 02/12/2020 às 15h30
Profissional utiliza o autoatendimento no CRC-ES
Profissional utiliza o autoatendimento no CRC-ES. Crédito: Estevão Leopoldino/ divulgação CRCES

Com os pés no futuro, o Conselho Regional de Contabilidade do Espírito Santo (CRCES) transformou o desafiador ano de 2020 em um triunfo. Mesmo diante da queda de arrecadação, por causa dos problemas econômicos causados pela Covid-19, a autarquia teve investimento recorde, na casa de R$ 2 milhões.

“A pandemia foi um desafio para todos. Porém, já vínhamos planejando adotar estratégias modernas como o teletrabalho e as conferências on-line. Talvez isso tenha nos ajudado a usar a tecnologia a nosso favor, reduzindo a burocracia e apostando nos meios digitais. Isso só foi possível com o apoio de todos os associados e profissionais”, destaca a presidente do CRCES, Carla Cristina Tasso, terceira mulher a assumir a função no Estado.

A receita do Conselho é proveniente de 80% da arrecadação com anuidades, multas, juros e taxas pagas pelos profissionais e organizações contábeis, e a diferença de 20% é destinada ao Conselho Federal de Contabilidade (CFC), na forma legal. O órgão possui política de Governança Corporativa estruturada com o propósito de melhorar o desempenho organizacional, contribuir com a redução dos riscos, prestar contas à sociedade e desenvolver ações alinhadas ao Planejamento Estratégico.

Apesar de toda organização, indicadores e experiência com as contas, o Conselho não ficou imune aos impactos da pandemia, com queda de arrecadação durante o ano, chegando a 24,64% em junho, o mês mais crítico.

Carla Cristina Tasso

presidente do CRCES

"A inadimplência em agosto atingiu 31% dos profissionais ativos. Apesar disso, o trabalho em equipe, o monitoramento periódico dos dados financeiros, o reconhecimento e a valorização dos recursos humanos foram primordiais para superarmos os desafios"

No processo de adequação ao “novo normal”, os eventos presenciais, que tinham público estimado de 200 pessoas, passaram a ter mais de 20.200 acessos pelo canal do YouTube CRCES TV, distribuídos em 56 capacitações gravadas disponibilizadas gratuitamente à sociedade, além de mais de 40 lives, com conteúdos técnicos e atualizados.

Ações de fiscalização passaram a ser exercidas 100% on-line com cruzamento de dados através de convênios com a Junta Comercial e Receita Federal.

Os investimentos realizados foram: reforma da sede, que permitiu melhor atendimento aos associados; novas salas de treinamentos, com mobiliários novos e recursos para transmissões on-line; modernização da rede telefônica e um terminal de autoatendimento por agendamento; compra de novas cadeiras ergonômicas, sendo disponibilizada uma sala de descanso; aquisição de novos servidores e computadores; implantação de gerador de energia fotovoltaica e a reforma de outro imóvel de propriedade do CRCES que, atualmente, está alugado ao governo do Estado e serve como fonte de recursos.

“Todos esses dados mostram que é possível ter eficiência e aplicar os recursos com ética, transparência e boa gestão. Foco no presente, mas sempre planejando o futuro. Por isso, também evidenciamos todo o trabalho em conjunto com o Conselho Federal de Contabilidade, que apoia e dá suporte aos Regionais para seguir nessa linha de atuação. Além de um trabalho de unicidade da classe com conselheiros, delegados, associações e sindicatos que representam os profissionais contábeis em todo o Estado”, conclui Carla Tasso.

Você sabia?

  • O CRCES é uma autarquia especial corporativa dotada de personalidade jurídica de direito público, criada pelo Decreto Lei 9.295/46, alterado pela Lei 12.249/2010, com a finalidade de registrar os profissionais da contabilidade, fiscalizar o exercício da profissão contábil e promover educação continuada por meio de eventos, cursos e palestras.
  • O colegiado eleito é escolhido por meio de eleições diretas, através do voto pessoal, secreto e obrigatório à categoria contábil e os membros exercem atividade voluntária, sem remuneração, participações, jetons ou qualquer outra forma de vantagem remuneratória.

Saiba mais em:

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.