ASSINE

Ensino híbrido será utilizado pela Escola Siena em 2021

Destaque no cenário atual, a estratégia continuará sendo adotada. Instituição ressalta capacitação da equipe como diferencial no mercado

Publicado em 26/10/2020 às 11h30
Escola Siena
A Escola Siena disponibiliza uma plataforma para que os alunos possam acompanhar as aulas ao vivo. Crédito: Escola Siena/Divulgação

O retorno das atividades presenciais nas escolas capixabas está autorizado, mas a forma como o ensino será ofertado para os estudantes parece ter mudado completamente por conta da pandemia. Focar em um sistema híbrido, com aulas presenciais e remotas, é a nova aposta para o futuro, principalmente no ano que vem, devido à incerteza sobre a vacina para a Covid-19 a curto prazo. Atenta às mudanças do mercado, a Escola Siena já se programou para essa nova modalidade, com investimentos em tecnologia e capacitação.

Além de disponibilizar uma plataforma para que os estudantes acompanhem as aulas ao vivo, a instituição vem realizando avaliações diagnósticas para analisar o que efetivamente foi assimilado pelos alunos durante as aulas remotas.

“O diferencial da Escola Siena, com certeza, foi o comprometimento de toda a equipe, que não mediu esforços para aprender, dia após dia, e se reinventar para ofertar aos alunos, pais e responsáveis, um ensino de qualidade. Investimos em tecnologia para continuarmos com a oferta do ensino híbrido em 2021. Além disso, estamos aprimorando as ações de capacitação da equipe, visando entender a melhor forma de assimilação de conteúdos na educação básica, diante de um futuro que não sabemos exatamente como será”, detalha o diretor-geral da escola, José Geraldo Dias.

NOVO PROJETO

Seguindo nessa linha e interessada em reforçar os conteúdos ofertados durante todo ano letivo, a escola também criou um projeto, voltado para as turmas do ensino fundamental I e II, que visa fortalecer tudo que foi ensinado durante o ano.

Chamado de “Siena + Aprendizagens Essenciais”, o programa oferece aulas gravadas pelos professores, atividades de fixação de conteúdos, trabalhos, e provas objetivas e discursivas nas disciplinas de português, matemática e ciências. O material, segundo a escola, também será oferecido aos alunos vindos de outras escolas, mas que não concluíram ou não tiveram aproveitamento desses conteúdos no ano corrente.

José Geraldo Dias

Diretor-geral da Escola Siena

"Com relação às habilidades socioemocionais, a Siena já possui uma proposta de trabalhar os eixos norteadores do empreendedorismo com os alunos. Para 2021, estamos com uma proposta mais abrangente de trabalharmos essas habilidades com o Laboratório Inteligência de Vida (LIV), que já está consolidado em escolas parceiras de todo o Brasil"

AULAS PRESENCIAIS

Retomadas as atividades presenciais em regime de revezamento, as aulas na escola também ganharam destaque. Preocupada em garantir o cumprimento dos protocolos sanitários, a Siena criou um plano de controle próprio, inclusive com reuniões junto aos pais e alunos.

Escola Siena; sala de aula
Nas salas de aulas, as carteiras foram organizadas respeitando o distanciamento exigido no protocolo sanitário. Crédito: Escola Siena/Divulgação

“Visando atender às portarias das Secretarias de Estado da Saúde (Sesa) e da Educação (Sedu), criamos nosso Plano Estratégico de Prevenção e Controle (PEPC), com sinalização de todo o ambiente escolar, como salas de aula, quadras, cantina, banheiros, laboratórios e auditório. Além disso, realizamos reuniões e palestras com pais e alunos, e preparamos acolhimento para a equipe administrativa, professores e equipe de serviços gerais, com palestras de esclarecimentos e motivacionais”, finaliza o diretor-geral.

Educação Encontro de Pais e Mestres Escolas particulares

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.