ASSINE

Educação ambiental: cuidar do planeta também é coisa de criança

Com pautas ambientais em alta, escolas inserem programas e atividades desde a Educação Infantil na missão de formar crianças e jovens capazes de cuidar de si, do outro e do mundo

Publicado em 07/10/2021 às 02h31
Criança, horta, meio ambiente
Unesco recomendou que a preparação das crianças para a construção de uma nova consciência planetária deve ser inserida nas escolas até 2025. Crédito: Pixabay
  • Simony Leite

O aquecimento global, as mudanças climáticas, o desmatamento, as secas e as perdas de biodiversidade são temas da agenda mundial de luta pela recuperação e preservação do meio ambiente. Quanto mais as questões ambientais trazem alertas para a sobrevivência de todas as formas de vida, mais cedo começa a preparação das crianças para a construção de uma nova consciência planetária.

Neste ano, durante conferência mundial, na Alemanha, a Unesco defendeu a inserção da Educação para Desenvolvimento Sustentável (EDS) no centro das discussões de todos os sistemas de educação, em todos níveis de escolaridade, até 2025.

Um dos segmentos escolares que vem mobilizando os pequenos para os cuidados com a natureza é a educação infantil (4 a 5 anos). A casa, a escola e a comunidade onde a criança vive formam o primeiro ambiente para o desenvolvimento de novos comportamentos e atitudes socialmente responsáveis e sustentáveis, porque o território vivido carrega o sentimento de conexão e de pertencimento.

Crianças aprendem sobre meio ambiente na horta do Colégio Americano de Vila Velha
Crianças aprendem sobre meio ambiente na horta do Colégio Americano de Vila Velha. Crédito: Divulgação/Americano

“Desde muito pequenas, as crianças desenvolvem uma relação com a natureza e com o outro de modo diferenciado. A escola precisa estar atenta às vivências, aos questionamentos e às narrativas que elas trazem do território em que estão inseridas, como sujeitos históricos e culturais, para sistematizar e potencializar o conhecimento socioambiental”, explica Sumika Soares de Freitas, professora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Reinaldo Ridolfi, em Maria Ortiz, Vitória.

A capital capixaba abriga um dos maiores manguezais urbanos do mundo. Que ecossistema é esse, o que produz, quais espécies da flora e da fauna vivem neste espaço, o que está sufocando a vida deste lugar, como as famílias interagem e retiram o sustento deste ambiente, quais elementos culturais, como a panela de barro, derivam deste ecossistema? São pistas para o aprendizado das crianças por meio de conversas, contação de história, atividades de desenho, pintura, dança, teatro e caminhadas ecológicas realizadas pela escola.

Crianças de escola municipal de Vitória visitam o mangue para aprender sobre sua importância
Crianças de escola municipal de Vitória visitam o mangue para aprender sobre sua importância. Crédito: Divulgação/PMV

Inspirado na missão de formar crianças e jovens capazes de cuidar de si, do outro e do mundo, o Colégio Americano também acredita que a educação ambiental nesta idade deva partir da dimensão concreta para o abstrato. “As experimentações objetivam a sensibilização e a conscientização dos alunos, partindo de situações da realidade das crianças para, aos poucos, se aproximarem de conhecimentos mais subjetivos”, explica a coordenadora pedagógica da Rede de Colégios Americano, Monique Montenegro.

Uma das experiências é o envolvimento das crianças no plantio, cultivo e na colheita da horta escolar e na construção de composteiras para produção de adubo natural com os restos de lixo orgânico.

Monique Montenegro

Coordenadora pedagógica do Americano

"A Educação Infantil é a fase da exploração, da interação, da brincadeira. A horta é um espaço lúdico para o desenvolvimento de habilidades e competências como o foco, a observação, a coordenação motora e a criticidade"

O aprendizado com a horta e a composteira das unidades de Vila Velha, Serra e Guarapari desperta as crianças para diferentes conceitos socioambientais neste momento da vida cheio de curiosidade, disposição e descobertas.

Crianças aprendem sobre meio ambiente na horta do Colégio Americano da Serra
Crianças aprendem sobre meio ambiente na horta do Colégio Americano da Serra. Crédito: Divulgação/Americano

“Os alunos colocam as mãos na terra, descobrem como os alimentos são produzidos, que trabalhador prepara e cultiva os produtos, quem tem acesso aos alimentos, como descartar ou reaproveitar os restos de lixo, quais os impactos do descarte inadequado destes resíduos no meio ambiente. Vamos estabelecendo relações e despertando a consciência para as problemáticas”, explica a coordenadora.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Educação Meio Ambiente Educação Encontro de Pais e Mestres

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.