União Europeia estuda ampliar restrições para combater avanço da Covid-19

O primeiro-ministro da Áustria, Sebastian Kurz, afirmou apoiar "as propostas alemãs de controles de entrada mais rígidos e obrigações de teste para evitar mutações de vírus"

Publicado em 21/01/2021 às 18h46
Atualizado em 21/01/2021 às 18h46
Vista área de Lisboa, capital de Portugal
Vista área de Lisboa, capital de Portugal. Crédito: Luiz Barucke/ Flickr

O primeiro-ministro da Áustria, Sebastian Kurz, afirmou nesta quinta-feira, 21, apoiar "as propostas alemãs de controles de entrada mais rígidos e obrigações de teste para evitar mutações de vírus". Em mensagem pelo Twitter, Kurz fez a postagem após anunciar a participação na videoconferência do Conselho Europeu sobre "a luta comum" contra a pandemia de covid-19.

O chanceler indicou ainda que há trabalho para a aprovação "mais rápida possível e sem burocracia" da vacina da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford e de outros imunizantes.

"A AstraZeneca pode fornecer dois milhões de doses de vacina para Áustria no primeiro trimestre, o que aceleraria enormemente as vacinações", afirmou o líder austríaco.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.