ASSINE

Temer se diz honrado por convite para chefiar missão no Líbano

O convite a Michel Temer foi feito na manhã deste domingo pelo presidente Jair Bolsonaro, durante conferência

Publicado em 09/08/2020 às 12h54
Atualizado em 09/08/2020 às 13h53
Michel Temer, ex-presidente da República
Michel Temer, ex-presidente da República. Crédito: Agência Brasil | Arquivo

O ex-presidente Michel Temer afirmou estar honrado com o convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro para capitanear a missão humanitária do Brasil no Líbano. "Quando o ato for publicado no Diário Oficial da União serão tomadas as medidas necessárias para viabilizar a tarefa", disse, em nota à imprensa.

O convite a Temer foi feito na manhã deste domingo por Bolsonaro, durante conferência com outros chefes de Estado para coordenar a ajuda a Beirute. O ex-presidente é filho de libaneses.

"Neste momento difícil, o Brasil não foge à sua responsabilidade", afirmou Bolsonaro durante a teleconferência, organizada pelo presidente da França, Emmanuel Mácron.

Na última quinta-feira, dia 06, Temer postou mensagem de apoio ao Líbano, em sua conta no Twitter. "Consternado com o gravíssimo incidente ocorrido em Beirute, trago a minha palavra de condolências às famílias das vítimas. Que o espírito de luta e superação dos libaneses, mais uma vez estejam presentes. Força, meu Líbano!", escreveu.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Jair Bolsonaro Michel Temer Beirute Líbano

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.