OMS pede US$ 35 bi para fomento à pesquisa de vacinas para Covid-19

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde lembrou que o valor é menos de 1% do montante comprometido por governos G20 para pacotes de estímulos

Publicado em 30/09/2020 às 14h11
Atualizado em 30/09/2020 às 14h11
O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou na segunda-feira (27) que a pandemia continua a acelerar, com o número de casos em todo o mundo dobrando nas últimas seis semanas
O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus. Crédito: Reuters/Folhapress

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, exortou a comunidade internacional a mobilizar US$ 35 bilhões para o programa Act-Accelerator, que tem o objetivo de acelerar o processo de desenvolvimento e distribuição de vacinas e medicamentos para o coronavírus. "Isso é menos de 1% do valor do montante comprometido por governos do G20 para pacotes de estímulos", comparou.

Tedros lembrou que, por meio da iniciativa, a OMS fechou uma parceria com o setor privado que prevê o fornecimento de 120 milhões de testes de diagnósticos rápidos para países de renda média e baixa. Segundo ele, a entidade também está enviando dexametasona para 4,5 milhões de pacientes. O remédio é o único, até agora, que teve eficácia comprovada ao reduzir o risco de morte por covid-19. "Tudo isso foi conquistado com financimanto de US$ 2,6 bilhões", revelou.

O diretor-geral argumentou que, se for bem-sucedido, o Act-Accelerator pode ajudar a controlar o vírus, restaurar a confiança e recuperar a economia global. "Francamente, isso não é um desafio financeiro, é um teste de solidariedade", disse.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.