ASSINE

EUA vão receber 14,5 milhões de doses de vacina,  diz Casa Branca

Há um aumento de 70% na distribuição de vacinas no país, se comparadas às 8,6 milhões de doses distribuídas quando o presidente Joe Biden assumiu

Publicado em 23/02/2021 às 17h27
Atualizado em 23/02/2021 às 17h27
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, discursa durante a cerimônia de sua posse realizada no Capitólio, em Washington (DC), nesta quarta-feira, 20 de janeiro de 2021. Biden se tornou o     46º presidente a assumir o comando do país
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, discursa durante a cerimônia de sua posse realizada no Capitólio. . Crédito: PATRICK SEMANSKY/ESTADÃO CONTEÚDO

A porta-voz da Casa Branca, Jen Pisak, afirmou que os Estados americanos vão receber, nesta semana, 14,5 milhões de doses de vacina contra a Covid-19. Durante entrevista coletiva, ela notou que há um aumento de 70% na distribuição de vacinas, se comparadas às 8,6 milhões de doses distribuídas quando o presidente Joe Biden assumiu.

Na coletiva, a funcionária ainda voltou a mostrar otimismo sobre a tramitação do pacote fiscal, ao prever que ele deve ser aprovado na Câmara dos Representantes ao final desta semana.

"O objetivo é ter vacinas suficientes para vacinar todos os 300 milhões de americanos até fim de julho", destaca a porta-voz.

O país já superou meio milhão de pessoas mortas pela covid-19 - 24% do total de vítimas são pessoas negras - e busca continuar encorajando os americanos a usar máscaras e a respeitar as medidas de distanciamentos social.

Na coletiva, houve destaque para a primeira reunião bilateral entre Estados Unidos e Canadá, para tratar sobre a recuperação econômica da covid-19. Biden e Trudeau vão coordenar uma agenda conjunta sobre outros temas como o combate à crise climática, reforço à segurança e defesa e avanços nas questões de diversidade e inclusão. Os estragos da tempestade de neve no Texas e questões de imigração foram outros temas tratados na entrevista coletiva.

Em relação aos hackers da SolarWinds, Pisak afirma que a comunidade de inteligência do governo está revisando, no período da administração anterior, como o episódio ocorreu e a extensão dos danos para aplicações de sanções à Rússia. bUm outro ponto abordado foi a necessidade de uma investigação robusta sobre as origens da covid-19 na China, já que o relatório da Organização Mundial da Saúde deixou algumas dúvidas para o governo dos Estados Unidos.

Biden acredita que o salário mínimo de US$ 15 por hora é o ideal para os americanos, de acordo com a porta-voz. Em relação à nomeação de Neera Tanden para o comando do escritório de Orçamento da Casa Branca, Jen Pisak afirmou que ela foi nomeada pelo presidente Joe Biden "pela sua experiência e qualificação". A nomeação enfrenta oposição no Senado.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.