ASSINE

Covax entregará 237 milhões de doses de vacinas a 142 países até maio

Apoiado pela OMS, o Covax visa providenciar vacinas para países pobres e de renda média e começou a distribuição das doses na semana passada em Gana e na Costa do Marfim

Publicado em 02/03/2021 às 14h57
Atualizado em 02/03/2021 às 14h57
 A cidade do Rio de Janeiro retoma hoje (25) sua campanha de aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em idosos da população em geral. Hoje serão vacinados os idosos com 82 anos.
O Covax é o programa apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para providenciar vacinas para países pobres e de renda média. . Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O programa de fornecimento de vacinas Covax anunciou nesta terça-feira (2) que entregará 237 milhões de doses do imunizante contra Covid-19 da AstraZeneca a 142 nações até o fim de maio, uma vez que tem conseguido acelerar a distribuição global.

O cronograma para entrega das doses, feitas pela AstraZeneca e pelo Instituto Serum da Índia, se dividirá em dois agendamentos de dois meses, informou o Covax em comunicado, sendo o primeiro no período de fevereiro a março e o segundo, de abril a maio.

"Esses cronogramas são dependentes de uma variedade de fatores, inclusive exigências regulatórias nacionais, disponibilidade de suprimentos e cumprimento de outros critérios, como mobilização nacional confirmada e planos de vacinação", destaca o comunicado.

O Covax é o programa apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para providenciar vacinas para países pobres e de renda média, e começou a distribuição na semana passada em Gana e na Costa do Marfim.

Saudando a campanha como uma "parceria inédita", o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que Angola, Camboja, República Democrática do Congo e Nigéria também vão contar com remessas de vacinas fornecidas pelo Covax nesta terça-feira.

O Covax acrescentou que, além da primeira rodada de alocações de vacina da AstraZeneca, cerca de 1,2 milhão de doses da vacina Pfizer-BioNTech devem ser entregues no primeiro trimestre deste ano.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Coronavírus Mundo Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.