ASSINE

Com vacinação rápida, US$ 9 trilhões serão agregados a PIB global, diz FMI

Segundo a diretora-gerente, a proposta de elevar o financiamento do FMI em US$ 650 bilhões ajudará na recuperação da economia de muitos países

Publicado em 08/04/2021 às 15h51
Atualizado em 08/04/2021 às 15h51
 GERAL - BRASILIA, COVID-19, VACINAÇÃO DRIVE-THRU CORONAVAC -Profissional de saúde nesta quinta-feira, 18 de março, prepara uma dose da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, antes de aplicar em idoso em um drive-thru. 18/03/2021
Em evento do FMI, a diretora-gerente afirmou que, neste contexto, serão criados US$ 1 trilhão em receitas com impostos. Crédito: MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, destacou nesta quinta-feira (08), que, com vacinação mais rápida, US$ 9 trilhões poderão ser agregados ao Produto Interno Bruto (PIB) global até 2025, sendo 60% em países emergentes e 40% em economias avançadas. Em evento do FMI, ela afirmou que, neste contexto, serão criados US$ 1 trilhão em receitas com impostos.

Kristalina Georgieva disse ainda que, embora a economia mundial tenha perspectiva favorável de recuperação em 2021 - principalmente em EUA e China, economias que deverão atingir, no fim do ano, níveis de atividade pré-pandemia -, ainda é preciso observar as mutações do coronavírus e as dificuldades de vacinação.

Segundo a diretora-gerente, a proposta de elevar o financiamento do FMI em US$ 650 bilhões ajudará na recuperação da economia de muitos países, especialmente aqueles em condições mais vulneráveis devido ao choque provocado pela pandemia.

"Medidas fiscais pelo mundo somaram o equivalente a US$ 16 trilhões e os bancos centrais pelo planeta ajudaram com cerca de US$ 10 trilhões", destacou ela, no evento. "Apoios de governos e bancos centrais devem continuar para garantir a recuperação econômica."

Crise Econômica Vacina Mundo Pandemia

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.