ASSINE

Apoiadores de Trump invadem Capitólio e debate sobre eleição é suspenso

Antes de conseguirem entrar no prédio do Congresso, os manifestantes derrubaram barricadas de metal na parte inferior dos degraus do Capitólio

Publicado em 06/01/2021 às 17h47
Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, se reúnem em frente ao Monumento a   Washington, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira, 6 de janeiro de 2021
Manifestantes invadem Capitólio durante debate sobre vitória de Biden. Crédito: MANUEL BALCE CENETA/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Os debates na Câmara dos Representantes e no Senado dos Estados Unidos sobre a certificação da vitória de Joe Biden na eleição presidencial foram temporariamente interrompidos na tarde desta quarta-feira, 6, após apoiadores do atual presidente, Donald Trump, invadirem o Capitólio. As salas onde estão os congressistas estão fechadas.

Antes de conseguirem entrar no prédio do Congresso, os manifestantes derrubaram barricadas de metal na parte inferior dos degraus do Capitólio e obrigaram a polícia a fechar o prédio. Alguns tentaram passar pelos policiais, que, por sua vez, foram vistos atirando spray de pimenta na multidão para mantê-los afastados.

Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, se reúnem em frente ao Monumento a   Washington, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira, 6 de janeiro de 2021
Antes da invasão, manifestantes se reuniram no lado de fora do Capitólio. Crédito: JOHN MINCHILLO/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Logo após o início da sessão, os legisladores aliados de Trump questionaram a certificação dos votos do Arizona. Quando há uma objeção, os congressistas realizam um debate que pode durar até duas horas. Por isso, é esperado que a sessão se estenda até a noite.

O vice-presidente americano, Mike Pence, que preside a sessão, declarou em carta enviada aos legisladores que não pode interferir no processo, depois de ter sido pressionado por Trump

Já o líder do Partido Republicano no Senado, Mitch McConnell, disse que as eleições de novembro de 2020 não foram "roubadas" e que não houve fraude disseminada no pleito

*Com informações da Associated Press

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.