> >
'Tatuagem mais antiga' do mundo é encontrada em múmias

'Tatuagem mais antiga' do mundo é encontrada em múmias

Pesquisadores ressaltam que descoberta muda visão sobre vida há 5 mil anos

Publicado em 1 de março de 2018 às 10:53

Ícone - Tempo de Leitura 0min de leitura
Egito. (Reprodução/ Pixabay)

Pesquisadores consideram ter encontrado as mais antigas tatuagens do mundo em duas múmias do Egito que datam de cinco mil anos atrás. As ilustrações incluem um touro selvagem e uma ovelha no braço de um cadáver homem e desenhos em formato da letra "S" no braço e no ombro de uma mulher mumificada.

 

Segundo o estudo, publicado no "Journal of Archaelogical Science", a descoberta antecipa em mil anos a idade da prática das tatuagens na África. Um dos autores da pesquisa, Daniel Antoine explicou à "BBC News" que a constatação dos desenhos na pele das múmias "transforma" o entendimento da ciência sobre como as pessoas viviam nesta era.

"Apenas agora nós temos pistas da vida desses indivíduos notavelmente preservados. Incrivelmente, com mais de cinco mil anos de idade, eles antecipam as evidências de tatuagem na África em um milênio", destacou o curador da Antropologia Física do British Museum.

Este vídeo pode te interessar

Encontrada há cerca de 100 anos no Egito, a múmia masculina revelou, por meio de tomografias computadorizadas, a história de um homem que morreu esfaqueado pelas costas quando tinha entre 18 e 21 anos. A mancha escura em seu braço direito era considerada irrelevante até que novos testes infravermelhos revelaram os desenhos. Os pesquisadores interpretaram a arte como um touro selvagem com rabo longo e chifres e uma ovelha Barbary com chifres curvados.

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais