ASSINE

Espaço aberto para móveis mais funcionais e sustentáveis

Uma das pioneiras na fabricação de produtos com 100% de madeira reflorestável, Rimo alia arrojo e preocupação com meio ambiente em suas operações

Tempo de leitura: 3min
Publicado em 17/12/2021 às 03h10
Móveis Rimo
A Móveis Rimo tem, hoje, oito lojas conceito espalhadas pelo Espírito Santo. Crédito: Móveis Rimo/Divulgação

Os clientes da Móveis Rimo, a partir do ano que vem, terão à sua disposição produtos com layouts mais modernos e funcionais. É que a marca tem investido em ainda mais melhorias na produção de seus móveis, com um olhar totalmente voltado para o cuidado com o meio ambiente e a sustentabilidade.

Consagrada na 12ª edição do prêmio Marcas de Valor Rede Gazeta como a melhor na categoria “Móveis”, a Rimo foca o caminho do desenvolvimento sustentável, mostrando-se atenta às tendências do mercado moveleiro mundo afora. E esse planejamento com visão de crescimento no longo prazo passa pelas mãos de Luiz Rigoni, diretor-presidente da empresa. A dedicação e a união dos colaboradores em busca do melhor para seus clientes são classificadas por ele como os principais motivos do sucesso alcançado entre o público.

Luiz Rigoni

Diretor-presidente da Móveis Rimo

"Desde a sua fundação, a Rimo, que em 2021 completou 32 anos de mercado capixaba, é movida pela força, dedicação e coragem de colaboradores e também de parceiros. Nossa empresa é a junção da nossa vontade com a necessidade de construir um futuro melhor e, assim, cooperar com o desenvolvimento da sociedade capixaba"

Com sede e parque fabril localizados em Linhares, no Norte do Estado, além da loja de fábrica, a Rimo tem, hoje, oito lojas conceito espalhadas pelo Espírito Santo. E, de acordo com Rigoni, em todos os seus empreendimentos, a marca preza pela qualidade.

“Em nossa empresa, seja qual for o processo, sempre prezamos pela qualidade, bom atendimento e inovação, que, somados, resultam em produtos que realmente atendem às necessidades de nossos clientes”, frisa o executivo, que ainda menciona o respeito da marca à comunidade em que está inserida e, mais uma vez, ao meio ambiente.

Juntam-se às políticas de produção e atendimento da empresa as lições aprendidas durante a pandemia da Covid-19. No caso da Rimo, o impacto deu-se sobretudo em virtude do aumento no preço da matéria-prima utilizada na fabricação de seus produtos, impulsionado pela alta do dólar diante do real.

Para Rigoni, o grande desafio da empresa neste cenário pandêmico, marcado por inúmeras restrições, foi garantir a sustentabilidade de seus processos, sem “pesar a mão” para nenhum lado – especialmente o do consumidor, que “se tornou mais criterioso em relação ao seu poder de compra, para não comprometer a renda familiar”. Ele ainda lembrou que a Rimo sempre respeitou e seguiu todas as regras sanitárias impostas para o combate ao coronavírus.

SUSTENTABILIDADE

A preocupação com a produção em larga escala, porém dentro de um quadro de sustentabilidade e responsabilidade ambiental, pauta toda a política de desenvolvimento e expansão da Rimo. O discurso é presente em todos os posicionamentos da empresa.

Um exemplo disso é que, em um setor que conta com mais de 30 mil empresas moveleiras, a Rimo é uma das poucas que possui o certificado ISO 9001. Isso, de acordo com o diretor-presidente da marca, é um reflexo da crença da empresa na gestão de qualidade.

A Rimo é uma das primeiras empresas do setor a fabricar móveis com 100% de madeira reflorestável. Já as fábricas da marca são equipadas com filtros ecológicos, que retêm milhares de metros cúbicos de resíduos de MDF, evitando que essas partículas sejam dispersas no ar.

O reaproveitamento também é uma política ambiental adotada pelo negócio. Nem mesmo os insumos de garrafas PET são descartados para virarem lixo. “Para nós, insumos de garrafas PET podem compor polímeros de alta resistência, com apelo ecológico e beleza de sobra”, explica Rigoni. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Marcas de Valor Móveis

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.