ASSINE

Prepare-se para comprar a casa própria até o fim do ano

O décimo terceiro salário pode ser um importante aliado para pagar a entrada do imóvel ou para quitar dívidas e facilitar a aprovação de crédito

Publicado em 14/10/2019 às 11h01
Casal se planeja para a compra da casa própria. Crédito: Freepik
Casal se planeja para a compra da casa própria. Crédito: Freepik

Comprar um imóvel é algo que requer planejamento. Afinal, trata-se de um investimento considerável e a longo prazo, no caso de um financiamento. Para quem deseja dar esse passo ainda neste ano, é preciso se preparar, mas especialistas dizem que é possível.

Se o desejo é se mudar imediatamente, para uma casa ou apartamento pronto, é preciso ter em mente que será necessário ter, pelo menos, 20% do valor para a entrada. “Se ainda não tem essa poupança, um caminho pode ser a compra na planta, onde tem a opção de pagar uma entrada de 5% a 10%, diluir de 30% a 40% no período da construção, e financiar o restante”, orienta o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-ES), Sandro Carlesso.

Se a obra estiver em fase de conclusão, é importante se preparar para uma parcela maior, referente ao “habite-se” – certificado de conclusão do empreendimento emitido pela prefeitura, atestando que o imóvel pode ser habitado. O valor do documento representa de 5% a 10% do preço do imóvel.

Também para quem está planejando um financiamento, o primeiro passo, segundo Carlesso, é fazer uma simulação, geralmente disponível nos sites dos bancos, para saber qual a capacidade de pagamento. “Pode também ir até o gerente de sua conta e buscar essa informação, que vai depender da renda, do valor do imóvel e das prestações. É importante focar a procura por imóveis que estejam dentro dessa capacidade de compra”, explica Carlesso.

Normalmente, o valor das prestações não pode ultrapassar 30% da renda bruta da família. O presidente do Sindicato dos Corretores de Imóveis (Sindimóveis-ES), Ary Bastos, observa que o ideal é estar com outras dívidas quitadas nesse momento. Com a chegada do fim do ano, o 13º salário pode ajudar nesse planejamento, seja para quitar dívidas ou contribuir para o valor da entrada.

“O agente financeiro vai avaliar se o interessado tem outros compromissos que comprometam a renda, como empréstimos e financiamento de veículo. Se couberem no orçamento e estiverem em dia, tudo bem.”

Bastos acrescenta que é importante também pesquisar onde deseja morar ou investir. “É preciso avaliar muito o aspecto local, qual a estrutura do bairro, e se atende às necessidades da família em todos os aspectos, como lazer, serviços, educação, comércio próximo. Tudo que possa otimizar o tempo e garantir mais qualidade de vida.”

Ele ressalta que esse momento de baixa da taxa Selic favorece quem deseja fazer um investimento em imóveis, seja para morar, seja para ter retorno com a valorização. “Para isso, é importante selecionar uma boa localização e ter bem definida sua capacidade financeira, para obter um bom retorno”, destaca o corretor.

PLANEJE-SE

  1. 01

    Economia

    Ao financiar, é preciso dar entrada de 20% do valor do imóvel. Na compra na planta, o valor à vista pode ser menor, de 5% a 10% do imóvel. O restante é diluído durante a obra

  2. 02

    Pagamento

    Faça uma simulação para saber qual a capacidade de pagamento, ou seja, até quanto pode custar o imóvel e as prestações. É possível usar o FGTS para abater parte do valor financiado

  3. 03

    Dívidas

    As prestações podem chegar a 30% da renda bruta familiar do comprador. Mas é preciso ter atenção: nesse cálculo, são incluídas outras dívidas, como financiamento de veículo e empréstimos

  4. 04

    Despesas

    Reserve dinheiro para despesas como documentação, em torno de 5% do valor do bem, e parcela referente ao Habite-se, de  5% a 10% do preço do imóvel.

A Gazeta integra o

Saiba mais
imóveis

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.