> >
5 dicas para facilitar o dia a dia e a manutenção do lar

5 dicas para facilitar o dia a dia e a manutenção do lar

Arquiteta explica como planejar os ambientes de modo a facilitar a limpeza

Publicado em 22 de fevereiro de 2024 às 17:23- Atualizado há 2 meses

Ícone - Tempo de Leitura 5min de leitura
Imagem Edicase Brasil
Decoração prática facilita o dia a dia dos moradores. (Cristiane Schiavoni )

Ao construir ou reformar uma casa, existem diversos detalhes aos quais devemos prestar atenção. Isso porque esse é um dos momentos mais importantes para composição do ambiente, e cada detalhe do dia a dia deve ser pensado com muito cuidado, como onde serão guardados os materiais de limpeza, como as roupas vão ser organizadas etc.

Apesar de parecerem sem importância, questionamentos como os citados fazem total diferença na rotina dos moradores e ajudam a tornar o espaço mais prático. Isso facilita, por exemplo, a limpeza de vãos que costumam ser difíceis de limpar.

Porém, na correria da reforma, é difícil lembrar de tudo, pois começar um projeto do zero exige muito planejamento e informação em mente. Por isso, a arquiteta Cristiane Schiavoni lista quais pontos você deve prestar atenção para construir uma casa prática. Confira!

1. Layout e limpeza

O primeiro aspecto seria a distribuição equilibrada dos ambientes, principalmente em espaços pequenos. E pensando na marcenaria, que costuma ser o segredo para o aproveitamento dos espaços, quando são criados muitos moldes grandes fixos e o mobiliário está fixado na parede, fica mais difícil realizar a limpeza tanto nos vãos como embaixo da peça.

Por isso, segundo Cristiane, é importante pensar em uma estética bonita junto ao processo de higienização da casa. “De repente, podemos tentar usar mesa de cabeceira com rodilhos, ao invés de uma marcenaria fixa com o objetivo de afastar e limpar, ou então, escolher uma cama e um armário que não abra espaço para a poeira”.

Imagem Edicase Brasil
Organização melhora o resultado da decoração dos ambientes. (Cristiane Schiavoni )

2. Organizando o espaço

A organização é um dos pontos mais importantes. Para um melhor resultado e uma casa mais prática, é preciso considerar a disposição dos objetos antes de começar a planejar uma reforma ou construção. Por isso, a arquiteta explica que é importante que os moradores comecem pensando em todos os itens pessoais para facilitar o entendimento do que precisa ser guardado e a melhor forma.

“Na lavanderia, ao decidir como será a acomodação dos itens, até mesmo a atividade da limpeza se torna mais facilitada. O fácil acesso a um aspirador de pó, por exemplo, vai fazer com que a sua retirada também seja mais acessível e, consequentemente, que você utilize esse eletrodoméstico com mais frequência”, disse.

3. Decoração e estilo de vida

É importante que os moradores tenham em mente o seu estilo de vida na hora de escolher os itens de decoração, entre outras peças avulsas da casa, já que a organização do espaço depende disso.

“Eu tenho uma cliente que tem a maior paciência com as suas peças pequenas e, por isso, não se torna um fardo o fato de ela ter um lustre de cristal composto por tantos apetrechos delicados. Mas, para uma casa prática, eu não indicaria uma peça assim. Se a pessoa não tem esse perfil cuidadoso, como essa senhora que faz da manutenção do lustre uma terapia, o décor deve ser lindo, porém prático”, conta Cristiane.

4. Recomendações de manutenção

Antes de decidir sobre os objetos ou a mobília de um espaço, uma boa opção é checar as recomendações de limpeza para cada um deles, adequando a rotina de arrumação do ambiente ao dia a dia.

“Um exemplo é o piso de madeira. Quem não ama a sensação confortável de pisar descalço e o acolhimento que ele fornece? Mas há de se considerar que esse tipo de revestimento requer processos de limpeza que dão um trabalho a mais, sem contar que, se a família tem um animal de estimação, definitivamente a escolha será um transtorno quando o xixi no lugar errado começar a manchar o piso”, avalia a arquiteta.

5. Escolhendo os itens

Alguns detalhes no momento de escolher os itens do ambiente são fundamentais para definir como será a rotina de manutenção dos móveis para cada morador. A arquiteta Cristiane Schiavoni dá dicas de como escolher cada um deles!

Piso

Imagem Edicase Brasil
Piso antiderrapante torna o ambiente mais seguro. (Cristiane Schiavoni )

No caso dos pisos, é indispensável a atenção com questões como textura e cor. “Os antiderrapantes, que, muitas vezes, são eleitos com o propósito de deixar o ambiente mais seguro, pode dificultar a limpeza. Pensando na usabilidade, cerâmica e porcelanato são imbatíveis, pois podemos lavar, que cá entre nós é um hábito do qual os brasileiros não abrem mão”, orienta Cristiane.

Mobiliário

Imagem Edicase Brasil
Mobília sob medida contribui para longevidade da decoração. (Cristiane Schiavoni )

Pensando na durabilidade das peças, algumas medidas são bastante eficazes. Na cozinha, uma base de alvenaria antes do móvel promove a proteção no contato com a água e, no dormitório, evita as trombadas com a base da vassoura e do rodo. “É muito comum as peças começarem a se deteriorar devido ao contato com o piso e a rotina de faxina. Por isso, todo contato que pudermos evitar contribui para a longevidade do décor da casa”, revela a arquiteta.

Revestimento de parede

Certos revestimentos de parede também são laváveis, como os papéis de parede vinílicos ou as tintas à prova d’água. “Mas é valioso reforçar que, quando falamos em revestimentos laváveis, não nos referimos ao uso de mangueira ou balde de água, mas sim a um procedimento mais equilibrado com o uso de bucha ou um pano úmido”, complementa Cristiane.

Móveis

Em relação aos móveis, aqueles com rodinhas ou leves são mais fáceis de arrastar no dia da faxina em casa. Os laqueados são tranquilos para movimentar, mas também sofrem arranhões com facilidade. Por isso, o MDF é a opção mais recomendada e utilizada nos dias de hoje, já que reúne todas as características que auxiliam na conservação e na rotina de limpeza do lar.

Sofás, almofadas e cortinas

Imagem Edicase Brasil
Tecidos impermeabilizados facilitam a limpeza . (Cristiane Schiavoni )

Existem diversos tipos no mercado. Porém, na hora de montar uma casa prática, o ideal é buscar por tecidos impermeabilizados – principalmente aqueles com cores claras, que inevitavelmente aparentam acumular mais sujeira.

Em contraponto, o couro ou as versões impermeáveis simplificam o processo: basta passar um pano. Mais delicados também são os acolchoados, que precisam secar e demandam mais cuidados. Já os tapetes, quanto mais claros e mais cheios de pelos, mais difícil será a higienização e, para as cortinas, existem tecidos sintéticos, que ainda possibilitam a lavagem na máquina de lavar.

Por Beatriz Russo

Este vídeo pode te interessar

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

Tags:

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais