ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Reformas no Kleber Andrade entram na reta final para o Mundial Sub-17

Estádio já conta com boa parte das melhorias concluídas, como rebaixamento do banco de reservas; placar eletrônico deve ser instalado nos próximos dias

Publicado em 03/10/2019 às 12h30
Rente ao campo, foi instalado grama sintética para evitar que os jogadores se machuquem em eventuais disputas de bola. Crédito: Vitor Jubini
Rente ao campo, foi instalado grama sintética para evitar que os jogadores se machuquem em eventuais disputas de bola. Crédito: Vitor Jubini

Um grande campo, mas de obras. Assim está o estádio Kleber Andrade, em Cariacica, que daqui a exatos 24 dias receberá a primeira rodada da Copa do Mundo Sub-17 da Fifa. A pouco mais de três semanas para o início do Mundial, o maior palco de futebol do Espírito Santo tem ritmo de obras acelerado para que a competição inicie em perfeitas condições.

Ainda há muito a ser finalizado, mas algumas intervenções importante já foram concluídas, como a instalação da grama sintética na área onde pelo projeto inicial do estádio deveria existir a pista de atletismo e também o rebaixamento dos bancos de reservas, agora posicionados à beira do campo e não próximos às linhas de escanteio como estava.

O secretário de Estado de Esportes, Júnior Abreu garantiu que todas modificações necessárias exigidas e acordadas com a Fifa serão entregues antes da data inicial do Mundial. "Estamos em ritmo acelerado. Parte das obras já foram concluídas e agora intensificamos as outras, como os banheiros novos e a instalação do placar eletrônico, que até o dia 10 já deverá ser montado e entregue", disse o representante em coletiva de imprensa realizada no estádio na manhã desta quinta-feira (03).

AINDA NÃO

Embora o ritmo das obras seja intenso, o estádio não estará 100% concluído para o Mundial. Isso porque a instalação das escadas rolantes no acesso aos vestiários, uma reclamação recorrente dos jogadores nas partidas no Klebão, não será feita a tempo.

"Não só as escadas como os elevadores já foram comprados, mas não há prazo hábil para que sejam instalados para a competição. Diante disso, priorizamos outras frentes de trabalho para entregarmos o estádio no melhor cenário possível. Essas benfeitorias serão realizadas posteriormente a competição", destacou o secretário.

DIMINUIÇÃO DAS DESPESAS

No intuito de diminuir os custos administrativos do Kleber Andrade, que desde que foi renaugurado em 2014 já consumiu mais de R$ 7 milhões em manutenção, o governo concluiu a instalação dos painéis de captação de energia solar, que terão capacidade de suprir boa parte do consumo diário em dia de jogos.

"As intervenções vão além do campo. Com esses painéis o Kleber Andrade será praticamente autossuficiente em energia elétrica, fazendo com que diminua os recursos destinados ao custeio do estádio. Apenas quando a demanda for maior o estádio recorrerá à rede elétrica contratada", destacou o governador Renato Casagrande.

Operário trabalha na reforma do Kleber Andrade para o Mundial Sub-17. Crédito: Vitor Jubini
Operário trabalha na reforma do Kleber Andrade para o Mundial Sub-17. Crédito: Vitor Jubini

OUTRAS ALTERAÇÕES

A estrela principal do estádio, o gramado, também ganha atenção especial. Em parceria com a Fifa, o campo deixará de ser 100% de grama natural e receberá parte de grama sintética para suportar o ritmo mais intensos de jogos, evitando que parte da grama se desprenda ou se desgaste além do esperado. Esse sistema híbrido é utilizado em outros estádios, como a Arena Corinthians, em São Paulo.

As escadas provisórias posicionadas no acesso sul do estádio também serão trocadas por fixas. Além disso, o acesso às arquibancadas receberão acabamento e também ganharão piso - atualmente está no reboco.

INTERVENÇÕES POSTERIORES AO MUNDIAL

- Instalação de elevadores

- Instalação de escada rolante nas escadas que dão acesso aos vestiários

- Melhoria das rampas de acesso à arquibancada

- Instalação de sistema de videomonitoramento

OBRAS EM EXECUÇÃO OU CONCLUÍDAS

- Rebaixamento dos bancos de reserva: bancos foram instalados no local correto, indicado pela Fifa. Cada banco foi rebaixado em 80 centímetros, com espaço para 25 pessoas.

- Grama sintética: a instalação foi feita próxima a todas as partes do campo e vai evitar que os jogadores se machuquem em eventuais disputas de bola.

- Energia fotovoltaica: painéis de energia fotovoltaica (solar) foram instalados e já estão em funcionamento, no intuito de reduzir por completo o custo com energia elétrica no estádio.

- Paisagismo: foi plantada uma vegetação rasteira nos taludes próximo as rampas de acesso às arquibancadas, com o objetivo de melhorar o visual do local e evitar a erosão do espaço.

A Gazeta integra o

Saiba mais
futebol kleber andrade

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.