ASSINE

Cazares entra bem, Fred marca e Fluminense empata com o River Plate na estreia da Libertadores

Equipes fizeram jogo equilibrado no Maracanã; falha de Marcos Felipe no primeiro tempo deu o gol de pênalti ao time argentino...

Publicado em 22/04/2021 às 17h56
Atualizado em 22/04/2021 às 22h31
 Crédito: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Crédito: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Jogo intenso, faltoso e com cara de Libertadores. Assim foi a estreia de Fluminense e River Plate, que empataram em 1 a 1 nesta quinta-feira, no Maracanã, no retorno da equipe carioca ao torneio após oito anos. Os gols foram marcados por Montiel, de pênalti, para os visitantes e Fred, para os mandantes, que agora fica a apenas um de se tornar o segundo maior artilheiro da história do Flu.

> Gestão Mário Bittencourt chega a 26 reforços e cinco treinadores no Fluminense; veja a lista

Na segunda rodada desta fase de grupos, o time brasileiro terá pela frente o Independiente Santa Fe, na próxima quarta-feira, fora de casa, às 21h. Antes disso, encara o Madureira no domingo pela última rodada da Taça Guanabara. Já os argentinos recebem o Junior Barranquilla no Monumental de Núñez no mesmo dia e horário.

Veja a tabela da Libertadores

AÇÃO RÁPIDA

As duas equipes definiram desde cedo a estratégia no Maracanã. Enquanto o River Plate partiu para cima e passou a dominar as ações, o Fluminense esperou espaços para o contra-ataque, mas demorou a chegar ao gol de Armani. Antes disso, uma bobeira de Marcos Felipe dificultou os planos do time de Roger Machado. Aos 12 minutos, Yago errou o passe na defesa e o goleiro derrubou Borré próximo a linha de fundo, fazendo o pênalti. Montiel cobrou com categoria para abrir o placar.

RESPOSTAS

Com dificuldade de chegar no início, o Flu viu a necessidade de se expor mais ao sofrer o gol e respondeu rápido com chances de Luccas Claro e uma boa chegada de Kayky. Em uma partida bastante brigada no meio-campo, os donos da casa se viram nervosos e errando passes bobos que deram ao River a maioria de suas oportunidades. Do outro lado, os argentinos apenas administraram o placar. O Fluminense melhorou na parte final, mas poderia ter dado mais trabalho ao adversário.MORNO

O River seguiu sendo soberano e com mais posse de bola no segundo tempo, enquanto o Fluminense correu atrás com a marcação. Entretanto, diferentemente da etapa inicial, o jogo teve poucas chances reais de gol. A mais perigosa foi aos nove minutos, quando o goleiro Marcos Felipe fez bela defesa cara a cara com Borré.

TUDO IGUAL

Vendo que o meio de campo rendeu pouco e com a necessidade de fazer gols, Roger Machado optou por colocar Cazares e Gabriel Teixeira nas vagas de Nene e Kayky. Pouco depois, o meia-atacante, um dos reforços para a Libertadores, mudou a partida. Aos 20 minutos, Fred e Cazares armaram o contra-ataque e o camisa 18 tocou para o centroavante chutar de primeira e empatar.

MINUTOS INTENSOS

O gol e o fator Cazares foram fundamentais para a mudança de postura do Fluminense, que passou a levar muito mais perigo ao River na reta final da partida. Lucca chegou a perder um gol incrível, em lance que o Flu reclamou de pênalti, mas nada foi marcado. Os últimos minutos foram de uma partida aberta, mas nenhuma das duas equipes conseguiu voltar a marcar.

FICHA TÉCNICAFLUMINENSE 1 X 1 RIVER PLATE

Data/Hora: 22/04/2021, às 19h (de Brasília)Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)Árbitro: Roberto Tobar (CHI)Assistentes: Claudio Rios (CHI) e Richard Trinidad (URU)

Gols: Montiel (13'/1ºT) (0-1), Fred (20'/2ºT) (1-1)Cartões amarelos: Yago Felipe, Fred, Lucca e Martinelli (FLU)Cartões vermelhos: -

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (Wellington - 43'/2ºT), Yago Felipe e Nene (Cazares - 12'/2ºT); Luiz Henrique (Lucca - 28'/2ºT), Kayky (Gabriel Teixeira - 12'/2ºT) e Fred (Abel Hernández - 28'/2ºT). Técnico: Roger Machado.

RIVER PLATE: Franco Armani; Montiel, Paulo Diaz, Martinez, Angileri; De La Cruz, Enzo Perez, Casco (Girotti - 32'/2ºT), Palavecino (Simón - 19'/2ºT); Julian Alvarez (Beltrán - 29'/2ºT) e Rafael Borré. Técnico: Marcelo Gallardo.

A Gazeta integra o

Saiba mais
fluminense

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.