Como frequentar as praias durante a pandemia

Turistas e moradores precisam tomar alguns cuidados enquanto frequentam as praias durante a pandemia do novo coronavírus

Publicado em 18/01/2021 às 22h46
Atualizado em 18/01/2021 às 22h46
Como frequentar as praias durante a pandemia
Como frequentar as praias durante a pandemia. Crédito: Pixabay

Durante o verão é comum que as praias do litoral sul capixaba fiquem cheias de turistas e moradores que vão curtir os dias quentes com a família e amigos. No entanto, em meio a pandemia do novo coronavírus, o comportamento precisa ser adequado e alguns cuidados redobrados para que não aumente a transmissão da Covid-19.

Segundo os especialistas, é possível frequentar as praias, mas o distanciamento deve ser mantido mesmo ao ar livre e no mar. Uma sugestão é frequentar as praias em horários de movimento reduzidos ou praias consideradas mais desertas para encontrar lugares distantes das pessoas.

Como frequentar as praias durante a pandemia
Como frequentar as praias durante a pandemia. Crédito: Pixabay

Outra orientação é que o contato com as pessoas na areia da praia deve ser apenas com pessoas da mesma família ou amigos que já tenham contato diário em suas casas. Juntar grupos de pessoas de diferentes convívios não é recomendado porque pode haver transmissão do vírus durante os momentos de conversas.

O cuidado também precisa ser levado a sério dentro do mar, mesmo sem evidências de que o vírus possa ser transmitido na água. “É sempre bom ficar em distanciamento das outras pessoas para que não tenha problema quando a pessoa estiver, por exemplo, falando. Deve-se evitar aglomerar, ficar próximo dos outros. Deve ser mantido o distanciamento físico das pessoas", disse a doutora em Epidemiologia, consultora da Organização Mundial de Saúde (OMS), Ethel Maciel.

Além do uso de máscara para manter contato com as pessoas, não se pode esquecer da higienização das mãos e dos objetos que são comprados na praia. Para isso, é indispensável levar o próprio álcool e dar preferência a alimentos levados de casa. Quem for frequentar quiosques, precisa se preocupar com a distância em que as mesas e cadeiras estão postas.

“Nesse momento atípico em nossas vidas, onde nossos pensamentos individuais tornaram-se obsoletos, e no auge de nossas manifestações coletivas, é muito importante reforçar a necessidade do uso de máscara e higienização das mãos com álcool em gel a 70%. A proteção não é apenas para nossa prevenção, mas também, evita a transmissão para o próximo”, reforça Cristine Moreira,coordenadora do curso de enfermagem do Centro Universitário São Camilo - ES.

Importante ressaltar que não existe ambiente sem risco de transmissão da Covid-19, por isso, seguir as orientações é cuidar de todos.

Verão Verão no ES litoral ES Sul Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.