ASSINE

Unidade de AVC de hospital capixaba recebe premiação internacional

Estrutura bem montada e equipe qualificada da Unimed Vitória garantem bom atendimento a pacientes com quadro de Acidente Vascular Cerebral

Publicado em 23/11/2020 às 15h44
 Com atendimento de excelência, a unidade de AVC do Hospital Unimed Vitória (HU) recebeu o Prêmio Angels, uma iniciativa internacional que reconhece o comprometimento com a melhoria da qualidade
Com atendimento de excelência, a unidade de AVC do Hospital Unimed Vitória (HU) recebeu o Prêmio Angels, uma iniciativa internacional que reconhece o comprometimento com a melhoria da qualidade. Crédito: Unimed Vitória/Divulgação

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a segunda doença que mais mata no Brasil e no mundo e é a principal causa de incapacidade no planeta. Um conjunto de ações objetivas e bem planejadas pode ser decisivo na hora de salvar um paciente que apresenta esse quadro. Por isso, com protocolo bem definido, a unidade de AVC do Hospital Unimed Vitória (HU) tem excelência no atendimento e recebeu o Prêmio Angels, iniciativa internacional que reconhece o comprometimento com a melhoria da qualidade. A premiação se baseia na avaliação de performance, de acordo os indicadores rigorosos.

O coordenador do Serviço de Neurologia do HU, Daniel Escobar, explica que entre os aspectos que levaram a unidade a essa premiação estão ter um espaço destinado exclusivamente a pacientes com doença cerebrovascular; atendimento com rotina diária de neurologista; equipe multidisciplinar treinada para casos de AVC, incluindo fisioterapeutas, fonoaudiólogos e enfermeiros; e protocolos institucionais guiados de qualidade assistencial.

Daniel Escobar

Coordenador do Serviço de Neurologia do Hospital Unimed Vitória

"“Temos um serviço de cobertura completo disponível 24 horas com tudo que é necessário para atender bem um caso de AVC. A nossa equipe multidisciplinar busca constantemente qualificar o atendimento, com foco em salvar vidas, melhorar o desfecho funcional e colaborar para prevenção primária e secundária da doença"

Segundo dados da Rede Brasil AVC, na década de 90, ficou comprovado que as unidades de atendimento a esses casos diminuem a mortalidade e as sequelas com um conjunto de ações simples e objetivas e uma cultura de monitoramento contínuo de indicadores de qualidade. “É um trabalho de equipe que requer foco e treinamento. Nós, da Neurologia do Hospital Unimed Vitória, estamos empenhados em entregar ao cliente da cooperativa qualidade no atendimento ao AVC agudo dentro do nosso recurso próprio”, afirma Escobar.

De acordo com a “Iniciativa Angels”, a cada 30 minutos, um paciente com acidente vascular cerebral que poderia ter sido salvo morre ou fica com incapacidade permanente porque foi tratado na unidade errada. Os prêmios Angels são concebidos para reconhecer e homenagear equipes e pessoas dedicadas à prática relacionada com o AVC e incentivá-las a estabelecerem uma cultura de monitorização continuada.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde avc

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.