ASSINE

Contato com a natureza na escola contribui para educação dos alunos

Estudos apontam que essa interação traz uma série de benefícios no desenvolvimento das crianças, impactando na redução do chamado "déficit da natureza"

Alunos da Educação Infantil observando os peixes no aquário.
Alunos da Educação Infantil observando os peixes no aquário. Foto registrada antes da pandemia. Crédito: Leonardo da Vinci/Divulgação

Há alguns anos, o escritor americano Richard Louv cunhou em seu livro “A última criança na natureza” e difundiu por vários países a expressão "déficit da natureza". O termo expressa um conjunto de problemas físicos e mentais que surgem em decorrência de uma vida distante de experiências com o mundo natural. De acordo com as pesquisas do autor, crianças que mantêm contato regular com a natureza são mais felizes, saudáveis, se saem melhor nos estudos e até apresentam menos distúrbios de atenção.

Ciente disso, o Centro Educacional Leonardo Da Vinci, que fica aos pés da Reserva Itapenambi, em Santa Lúcia, Vitória, tem dentro da sua proposta pedagógica e espaço físico uma Estação Biológica, formada por aquário, orquidário, herbanário, lago das tartarugas, viveiro de pássaros, jardim vertical, árvores, plantas, flores e borboletário.

De acordo com o diretor-pedagógico, Mário Broetto, a proposta é proporcionar da educação infantil aos ensinos fundamental e médio o contato direto com a natureza, visando à formação de cidadãos que valorizem e preservem o meio ambiente. “Além disso, a Estação Biológica, com a sua diversidade construída ao longo de 30 anos, traz uma possibilidade riquíssima de sair da teoria da sala de aula, dar alguns passos, visualizar animais e até plantar e colher ervas, legumes e flores”, explica.

Mário destaca que a estrutura também é importante para estimular os sentidos dos estudantes, atrair a atenção para o saber, mostrar como alguns processos acontecem na natureza e até reduzir angústias e ansiedades.

Mário Broetto

Diretor-pedagógico do Centro Educacional Leonardo da Vinci

"Nossa sociedade está bastante imersa em ambientes de concreto e lida diariamente com dispositivos tecnológicos. As crianças não estão imunes a isso. Até mesmo o tempo de brincar é permeado pelo virtual. A Estação Biológica cumpre um papel pedagógico e também de aliviador de tensões para o cuidado com a saúde mental, aspecto tão importante no contexto da aprendizagem"

Conheça os diferentes espaços da Estação Biológica Da Vinci  

  1. A Gazeta - st3kqub
    01

    Reserva Itapenambi

    O Centro Educacional Leonardo Da Vinci apoia a manutenção da reserva, cuidando dos aceiros, das cercas delimitadoras, da canalização da água da chuva para prevenir deslizamentos e do escoramento de rochas. Também faz plantação de árvores, rega parte da vegetação e fornece alimentação para alguns animais da região.

  2. A Gazeta - wwllrjol3r
    02

    Laguinho dos peixes

    Espaço com carpas, espadinhas e cascudos.

  3. A Gazeta - a4hy0vi8zr
    03

    Lago das tartarugas

    Abriga tartarugas da espécie tigre d’água.

  4. A Gazeta - g3m81ssjm
    04

    Viveiro de pássaros

    Abriga agapornis, periquitos australianos, calopsitas e faisões coleira e dourado.

  5. A Gazeta - 85pvumzrd
    05

    Aquário

    Espaço com tilápia, ciclídeos, peixe-tubarão, acará-bandeira, carpa e peixe beijador

  6. A Gazeta - fjgh9s9pjp
    06

    Borboletário

    Local onde alunos acompanham todas as fases de vida das borboletas, começando pelos ovos e passando pelas lagartas e pupas, além das flores que fornecem o néctar para os animais

  7. 07

    Jardim vertical

    Parede com folhagens diversas

  8. A Gazeta - 1y9adhjmfx
    08

    Escola verde

    Outros espaços da escola também possuem o verde presente. São castanheira, jenipapeiro, palmeiras, pé de jaca, pé de acerola, trepadeiras, salgueiro-chorão e unha-de-vaca, além de um cantinho verde com plantas diversas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.