ASSINE

Saiba as diferenças entre os planos de saúde coletivos no mercado

Administradoras de benefício podem intermediar uma negociação para a contratação do plano mais indicado para cada perfil de usuário

  • Benevix

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 22/10/2021 às 18h29
Em meio a tantos tipos de planos de saúde, escolher o modelo ideal pode não ser uma tarefa simples.
Em meio a tantos tipos de planos de saúde, escolher o modelo ideal pode não ser uma tarefa simples. . Crédito: Freepik

Num momento em que a saúde se torna assunto de primeira ordem, quem ainda não tem convênio médico começou a correr atrás disso na esperança de encontrar algum que caiba no seu bolso. No Brasil, mais de 47 milhões de pessoas contam com a cobertura do chamado setor de saúde suplementar.

Em meio a tantos tipos de planos de saúde, escolher o modelo ideal pode não ser uma tarefa simples. E muita gente que atua de forma autônoma não sabe que pode também pode contar com esse tipo de serviço.

É aí que entram as administradoras de benefícios, que são intermediárias entre os usuários e as operadoras de planos de saúde. Como têm uma grande quantidade de clientes e trabalham com grupos de pessoas, essas empresas conseguem negociar convênios médicos ou odontológicos a valores competitivos, mais baixos que os tradicionais.

"Nosso papel é avaliar as propostas de planos de saúde e adequá-las de acordo com as necessidades do cliente, visando ao melhor custo-benefício. Nosso público é formado, principalmente, por profissionais liberais, microempreendedores individuais, servidores públicos e pessoas que trabalham em empresas não conveniadas com planos de saúde", destaca Vanessa Kischner, diretora comercial da Benevix, empresa criada há 12 anos no Espírito Santo e segundo maior grupo de administração de benefícios do país.

A Benevix trabalha com um rol grande das mais conceituadas operadoras de planos de saúde e tem parceria com diversas associações e entidades de classe. São planos de saúde coletivos empresariais ou por adesão, devidamente definidos pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Outra vantagem de contratar uma administradora de benefícios é que ela faz a parte burocrática do contrato, envia boletos e negocia reajustes ou multas por falta ou atraso de pagamento de mensalidades, por exemplo. Ou seja, facilita a vida do usuário e briga pelos direitos dele.

TIPOS DE PLANOS 

Vanessa Kischner explica que o plano empresarial é destinado a empresas de qualquer porte, com opções de plano ambulatorial (sem direito a internação) ou completos ( cobertura para consulta, exames , cirurgias e parto). E tem os planos coletivos por adesão, que são destinados a qualquer cliente com vínculo em algum conselho de classe, como um sindicato.

Para contratos empresariais que envolvam a partir de 30 vidas, em geral não é exigido período de carência. Para plano com grupos com 29 pessoas ou menos, há outras regras, tais como: 24 horas para urgências e emergências, 30 dias para consultas e exames laboratoriais simples e 180 dias para internações clínicas ou cirúrgicas.

Para entender melhor e fazer simulações sobre qual o melhor plano de saúde, é só entrar em contato com a Benevix por meio do telefone 0800-591-0534 ou do site www.benevix.com.br/querocontratar.

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde plano de saúde Saúde

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.