ASSINE

Valorização da carreira e mercado são tema de live da OAB-ES

Programação de lives da Ordem continua no dia 30 de agosto, às 16h, com presença de profissionais para falar sobre a experiência no mercado e as tendências

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 26/08/2021 às 11h00

A programação de lives da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Espírito Santo (OAB-ES) continua em agosto. O próximo encontro acontece no dia 30, às 16h, e será transmitido no site A Gazeta. O tema será “Valorização da carreira: os caminhos para a advocacia se capacitar e enfrentar os desafios do mercado”. O presidente da Ordem, José Carlos Rizk Filho, será um dos participantes.

O evento será gratuito, bastando acessar o link. Os convidados vão falar sobre as suas experiências do mercado, as exigências de uma área cada vez mais competitiva e as tendências na área.

Entre os convidados está o advogado e diretor-presidente da Escola Superior de Advocacia (ESA-ES), Alexandre Zamprogno. Também integrará a live a advogada nas áreas do Direito de Família e Sucessões e do Direito Digital e também secretária adjunta da Comissão da Jovem Advocacia, Tainá Coutinho Guimarães dos Santos.

Live de agosto: “Valorização da carreira: os caminhos para a advocacia se capacitar e enfrentar os desafios do mercado”
Presidente da Ordem, Rizk Filho, conta que desde o começo de sua gestão vem trabalhando para que advogados continuem exercendo a profissão. Crédito: OAB-ES/Divulgação

O presidente da Ordem, Rizk Filho, explica que desde o começo de sua gestão (2019-2021) vem trabalhando para fazer com que advogados e advogadas continuem querendo exercer a profissão.

“Entre as ações da OAB estão a inauguração do ‘Meu Escritório’ em várias cidades, não apenas na Grande Vitória, mas também no interior, além das salas de apoio. O objetivo é proporcionar, principalmente para quem ainda está iniciando na carreira, um lugar com infraestrutura para exercer as atividades. Muitos advogados ainda não têm escritório e esses espaços vêm preencher essa lacuna. Estamos trabalhando com foco na valorização da advocacia. Nessa live, vamos discutir essa temática, a valorização da carreira, o que mudou com a pandemia e qual o caminho que temos pela frente”, afirma.

Live de agosto: “Valorização da carreira: os caminhos para a advocacia se capacitar e enfrentar os desafios do mercado”
O advogado e diretor-presidente da ESA-ES, Alexandre Zamprogno, será um dos convidados da próxima live. Crédito: OAB-ES/Divulgação

Já Zamprogno diz que o Brasil e o Espírito Santo estão vivendo tempos desafiadores. E os advogados e advogadas necessitam, além das habilidades habituais, de muito preparo para enfrentar esse “novo normal”, inclusive no mercado de trabalho, principalmente para quem está em início de carreira. “É daí que entra o papel importantíssimo da ESA de preparar os advogados e advogadas para que consigam exercer com excelência esse trabalho em prol de seus clientes e dos cidadãos. Cumprindo, assim, as tarefas inerentes à advocacia, oferecendo capacitação com grandes especialistas do Direito, em várias áreas e a um custo-benefício ótimo”, ressalta.

A advogada Tainá Coutinho lembra, ainda, que os advogados e advogadas são profissionais autônomos e precisam gerar credibilidade sobre os serviços oferecidos, transmitindo os benefícios da contratação. “É necessário voltar a atenção, principalmente, para os profissionais mais jovens que, em diversas áreas, ainda possuem dificuldades de inserção no mercado de trabalho”, afirma.

Live de agosto: “Valorização da carreira: os caminhos para a advocacia se capacitar e enfrentar os desafios do mercado”
A advogada Tainá Coutinho é secretária adjunta da Comissão da Jovem Advocacia e estará na live do dia 30. Crédito: OAB-ES/Divulgação

“Por isso, é de extrema importância debater e abordar tal temática, tendo em vista o grande desafio de ser jovem, em início de carreira, principalmente para as advogadas nos dias atuais, que precisam do dobro de posicionamento para ter o reconhecimento mínimo: o de fazer seu trabalho bem feito. Sou grata a OAB-ES por valorizar a mulher e os jovens advogados e advogadas”, conclui.

LIÇÕES DA PANDEMIA

Mudanças na profissão e a adaptação dos advogados às necessidades geradas pela pandemia do novo coronavírus foram tema da live anterior, que aconteceu em julho e que teve como o tema “Direitos na pandemia: Desafios para a advocacia e lições para o futuro”.

Tanto a OAB-ES quanto os profissionais tiveram que se adaptar às mudanças que aconteceram durante o período de isolamento social e que devem continuar fazendo parte do dia a dia dos advogados do Estado. Segundo o presidente da Ordem, José Carlos Rizk Filho, as várias ferramentas para facilitar a vida dos advogados no período em que todos os órgão estavam fechados por causa da pandemia devem permanecer.

“Uma das lições aprendidas pela pandemia é a evolução tecnológica, como a evolução dos encontros que podem acontecer de forma virtual. Vemos que a pandemia mudou a advocacia, assim como mudou o cidadão e as relações”, afirma Rizk, que foi um dos palestrantes da live “Direitos na pandemia: Desafios para a advocacia e lições para o futuro”.

Junto com o secretário-geral Marcus Felipe Botelho Pereira, e a presidente da Comissão de Direitos Sociais, Mayara de Oliveira Nogueira, o evento também abordou as lições aprendidas durante esse período.

“A pandemia transformou as relações, inclusive o exercício da advocacia, como as reuniões virtuais e até a participação de audiências pela internet. Esses são aspectos que vão ficar, pois a tecnologia é muito rápida. Desenvolvemos, por exemplo, o Navegador do Advogado, para que possam advogar em vários sistemas no país sem muita dificuldade. Basta baixar no site da OAB-ES e qualquer dificuldade, o advogado pode encontrar ajuda com o suporte técnico”, destaca Marcus Felipe Botelho Pereira.

Outra novidade introduzida durante a pandemia e muito elogiada foi o Drive Thru da OAB-ES. O serviço foi implantado para agilizar o atendimento de advogadas e advogados sem que precisassem sair do carro, reduzindo as filas e aglomerações no Fórum Cível de Vitória.

“A pandemia deixa uma lição de superação. A classe teve que se superar durante esse período. E o advogado é um profissional que tem perseverança na veia e isso fez toda a diferença nesse período”, avalia Marcus Felipe Botelho Pereira.

DIREITOS HUMANOS

A Ordem também se preocupou com o bem-estar e até mesmo a segurança alimentar dos advogados, afirma a presidente da Comissão de Direitos Sociais. Muitos profissionais ficaram impossibilitados de trabalhar por conta dos fóruns fechados ou mesmo viram parte de sua renda cair. Foi necessário realizar um trabalho de busca ativa, como Mayara de Oliveira Nogueira ressaltou durante a live.

“No início da pandemia, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos estabeleceu que os direitos humanos fossem mantidos. A advocacia teve de se adequar e ir atrás do que estava acontecendo. O direito à segurança alimentar e o direito ao trabalho foram nossas prioridades, pois existem as pessoas socialmente vulneráveis e aquelas que não são, mas passaram por dificuldades durante a pandemia, como alguns advogados”, conta.

Para atender a essas pessoas foram realizadas campanhas de distribuição de cestas básicas tanto para advogados que se encontravam em situação de vulnerabilidade, quanto para a população em geral, principalmente pelos meses sem fóruns abertos. “Foi um trabalho de busca ativa e foram muitas demandas. Mas a OAB sempre foi a casa do advogado e dos cidadãos e acolhemos a todos”, observa.

Entre as ações realizadas, destacadas pelo presidente da OAB-ES, está também a Ouvidoria da Mulher. A iniciativa tem como objetivo proteger tanto a advogada quanto a esposa dos advogados da violência de gênero. “A ouvidoria é um canal aberto. A mulher tem acesso, é ouvida, é uma garantia da sua segurança física e vai permanecer após a pandemia”, adianta Rizk.

Para o presidente da Ordem, os advogados e advogadas do Espírito Santo deram um exemplo de união neste período de crise sanitária. “A mensagem que fica é de esperança e boas expectativas. É poder enxergar algo de bom em um momento tão ruim”, finaliza José Carlos Rizk Filho.

REVEJA A LIVE NA ÍNTEGRA.

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Carreira Direito OAB Eventos Gazeta Advogado Mercado de trabalho Advocacia OAB-ES Eventos Rede Gazeta

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.