Gandini decide ficar neutro no 2° turno em Vitória

Derrotado no 1° turno, candidato do prefeito Luciano não apoiará nem Coser nem Pazolini

Publicado em 19/11/2020 às 17h30
Atualizado em 19/11/2020 às 18h15
Última semana antes da eleição
Fabrício Gandini (Cidadania) em passeio no trio elétrico. Crédito: Diego Alves

O deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania) decidiu ficar neutro no 2º turno em Vitória. Derrotado no 1º turno, o candidato do prefeito Luciano Rezende (Cidadania) não apoiará nem João Coser (PT) nem Lorenzo Pazolini (Republicanos). Segue a nota dele na íntegra:

"Primeiramente, gostaria de agradecer os 36.172 votos que tanto me honraram e os eleitores que compreenderam nossa proposta para a cidade. Podem ter certeza que vou trabalhar muito para continuar contribuindo para nossa capital.

Vitória fez a opção de levar para debate no segundo turno duas propostas. Acredito nos valores da democracia, respeito profundamente e me curvo à vontade e ao direito da população de fazer, neste segundo turno, sua escolha livremente.

Vitória, embora com modos diferentes, tem garantido nas últimas décadas a manutenção das conquistas que deram resultado e, graças a isso, evoluiu muito.

Todos nós que amamos essa cidade esperamos que o próximo prefeito contribua com esse processo que levou à cidade ao patamar atual."

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.