ASSINE

Deputado diz que críticos de Damares no ES são a favor da pedofilia

Ministra foi homenageada na Assembleia, mas recebida com protestos. Parlamentar dirigiu-se aos manifestantes: "Fiquei com um pouquinho de tristeza hoje do nosso Estado, de saber que tem tanta gente a favor da pedofilia"

Publicado em 21/05/2019 às 02h33
Atualizado em 18/08/2020 às 12h46
Ministra Damares Alves e o deputado estadual Lorenzo Pazolini durante sessão solene em que ela foi homenageada na Assembleia Legislativa. Crédito: Carlos Alberto Silva
Ministra Damares Alves e o deputado estadual Lorenzo Pazolini durante sessão solene em que ela foi homenageada na Assembleia Legislativa. Crédito: Carlos Alberto Silva

Mentor da homenagem recebida por Damares Alves na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Lorenzo Pazolini (sem partido) fez duras declarações contra os manifestantes que protestavam devido à presença da ministra no Espírito Santo. Em certo momento, chegou a dizer que os críticos eram apoiadores da pedofilia.

“Fiquei com um pouquinho de tristeza hoje do nosso Estado, de saber que tem tanta gente a favor da pedofilia no Espírito Santo”, começou ele, logo após o fim do discurso da ministra, que teve como foco o abuso contra crianças e adolescentes. Em seguida, Pazolini puxou irônicos aplausos:

“Uma salva de palmas para as pessoas que são a favor da pedofilia, que defendem pedófilo, que são contra quem combate, quem coloca criminoso na cadeia. Mas um dia vocês podem precisar e a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), o Judiciário, o Ministério Público, o Conselho Tutelar, vão estar à disposição de vocês. Triste saber que tem tanto defensor de pedófilo no Espírito Santo, mas não tem problema não, nós vamos continuar à disposição de vocês”, declarou, referindo-se ao público nas galerias da Assembleia.

O ÁUDIO

POSTURA

No entanto, em entrevista à Rádio CBN Vitória, a representante do Fórum de Mulheres do Espírito Santo, Marileia Tenório, afirmou que o protesto era por conta da postura de Damares frente à representação das mulheres e dos direitos humanos, com a qual não concordam.

“Todas as políticas públicas em defesa da mulher, contra a violência, a luta histórica das mulheres, está sendo colocada no chão”, argumentou.

Pazolini não deu declarações à imprensa após a cerimônia.

Este vídeo pode te interessar

Durante a campanha eleitoral do ano passado, o então candidato a deputado estadual participou de eventos ao lado de Magno Malta, de quem Damares foi assessora. Magno perdeu a reeleição ao Senado, chegou a ser cotado para a pasta comandada pela aliada, mas ficou sem cargo no governo Bolsonaro. Ele não compareceu à solenidade na Assembleia.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.